Gummies de cannabis: o que são, para que servem e como comprar

Gummies de cannabis: o que são, para que servem e como comprar

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.

As gomas estão cada vez mais presentes na vida dos adeptos à cannabis medicinal. Mas para o que elas realmente servem? Entenda

O acesso à cannabis tem crescido não só lá fora, mas aqui no Brasil também.

De acordo com os dados da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de 2021, mais de 40 mil pessoas importaram algum tipo de produto à base de cannabis.

Embora a maioria das importações seja de óleos feitos com a planta, cada vez mais pessoas têm comprado cremes, sprays, cápsulas e até gummies. Sim, estamos falando de balas de goma feitas de cannabis. 

Inclusive, o próprio Mike Tyson virou manchete nos jornais depois que lançou gummies de CBD em formato de orelhas, em referência ao famoso episódio em o lutador mordeu a orelha de um adversário de luta há 25 anos.

Foto: Freepik

Mas para que servem? Elas são medicinais?

Leia mais sobre isso: Mike Tyson lança gomas de maconha em formato de orelhas 

Gummies de cannabis

Como  tinturas, vaporizadores e tópicos, as gummies são apenas um tipo diferente de consumir a cannabis, seja como suplemento ou como remédio. 

Elas são um tipo de comestível, por isso, demoram até duas horas para fazer efeito. Por outro lado, os seus efeitos são mais prolongados e duram até 12 horas. 

Na maioria das vezes, elas têm gosto de frutas e podem ser facilmente confundidas com gummies de suplemento ou simplesmente doces.

A maioria das pessoas utiliza para dormir. Contudo, de acordo com o diretor médico da Cannect, Rafael Pessoa, esses produtos não são indicados para tratar determinadas condições médicas, mas são bastante usados em momentos específicos como:

Dosagem exata

Com no caso das cápsulas, cada gummy contém uma quantidade exata de CBD (Canabidiol),THC (Tetrahidrocanabinol) ou qualquer outro componente. 

Por isso, ao invés de perder as contas ao pingar o óleo, muitos pacientes preferem usar as gummies, que são mais fáceis de serem administradas.

Por outro lado, Pessoa recomenda que isso seja feito apenas quando a dosagem certa for estabelecida com o médico. 

Ao contrário de outros medicamentos, a cannabis leva um tempo até encontrar a concentração certa para cada paciente. 

Consumidores seletivos

Outro ponto que pode influenciar a escolha do paciente pelas gummies é o seu paladar seletivo. 

Pacientes com autismo e crianças, por exemplo, têm uma certa dificuldade em aceitar as gotas oleosas e amargas da cannabis.

Por isso, as gummies são uma opção mais “apetitosa” e mais fácil de ser dosada. 

Leia também: Quais são os principais comestíveis de CBD disponíveis no mercado?

Foto: Freepik

Como comprar?

Antes de tudo, é importante ressaltar que qualquer produto derivado da cannabis precisa ser receitado por um médico, que vai orientar o melhor produto e a melhor forma de administração. 

Se você já tem uma receita, é importante destacar que os comestíveis de cannabis ainda não são autorizados para a venda nas farmácias, portanto, precisam ser importados. 

O custo varia de acordo com a concentração e a marca. 

Consulte um profissional

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um profissional de saúde habilitado, que poderá te orientar de forma específica e indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar na marcação de uma consulta, dar suporte na compra do produto até no acompanhamento do tratamento. Clique aqui.

Tags: