• 30 de julho de 2021

Cannabis no tratamento de dores crônicas

 Cannabis no tratamento de dores crônicas

Dores Crônicas podem ser uma condição muito debilitante. Para muitas pessoas que vivem com isso diariamente.

A condição pode ser tão ruim, afetando outras partes da vida delas, afetando o humor, a saúde e o bem-estar, em geral.

Infelizmente, muitas opções só funcionam na teoria. Para piorar, os medicamentos prescritos mais comuns como opioides, são viciantes e tóxicos.

Cerca de 28.000 pessoas morreram com overdose em 2004 pelo consumo de opioides, mas do que em qualquer outro ano na história.

Houve um crescimento no número de americanos que sofrem com dores crônicas e que estão usando a cannabis uma alternativa.

Enquanto muitas pessoas acreditam que a cannabis pode ser um tratamento efetivo, o que dizem os cientistas? Isso é realmente mais efetivo e seguro do que outros medicamentos?

Felizmente quando falamos sobre cannabis e canabidiol, as dores crônicas é uma das condições mais estudadas. As causas das dores cronicas são diversas. Além disso, dores cronicas podem ser nociceptiva ou neuropática.

  • Dor nociceptiva é causada por danos ou inflamação nos tecidos.
  • Dor neuropática é causada pelos danos ou mau funcionamento sistema nervoso.

A biologia cada pessoa é única e responde de maneiras diferentes, dependendo de várias variações, incluindo qual tipo de dor crônica ela sente, dosagem, tensão e o como é usada. (vaping, alimentos, tinturas, etc).

Como a Cannabis pode aliviar as dores crônicas?

Em uma revisão sistemática liderada pela Harvard de 28 estudos, examinam a eficácia de canabinoides para tratar varias dores e problemas médicos, o autor concluiu:

”O uso de cannabis para tratar as dores crônicas, neuropáticas devido à esclerose múltipla é apoiada por evidência de alta qualidade”.

Dos estudos revisados 6 em 6 sobre dor crônica e 5 em 5 sobre dores neuropáticas estudadas, encontraram uma melhora significativa nos sintomas entre os pacientes.

Enquanto muitos estudos estavam limitados a preparações sinéticas dos canabinoides, três dos cinco estudos sobre dores neuropáticas estudadas, investigaram o fumo de cannabis enquanto dois examinaram uma preparação de spray oral.

O Dr Donald Abrams, um professor e chefe de hematologia/Oncologia do Hospital Geral de São Francisco, apoia o tratamento de dores crônicas através do uso da cannabis, sugerindo:

”Através dos seus resultados a cannabis comparado aos opioides, parece ser mais segura. Contudo, se o paciente já usa opioides, eu aconselharia a não para fazer uma mudança drástica no protocolo de tratamento sem consultar seu médico ”.

O THC e CBD na cannabis provocam efeitos analgésicos, principalmente quando são usados juntos.

Cannabis vs Opioide

A América do Norte foi muito atingida pela epidemia de opioides. Prescrições tem aumentado 400% desde 1999, e com isso houve um aumento de overdose fatal.

Todos os dias, 40 pessoas atualmente morrem por causa de overdoses causadas por narcóticos. Muitos também mudam para a heroína porque é mais barato, mais fácil de encontra e mais forte.

A cannabis poderia fazer parte da solução? Bem possível. Um crescimento no número de estudos fornece evidências de que muitos pacientes podem usar a cannabis em vez de opioides pra o tratamento das dores deles, ou eles podem reduzir aos poucos a confiança deles sobre os opioides.

Estudos da Universidade de Michigan publicados em março de 2016 no jornal de dores, fornece alguns dados importantes. Eles descobriram que a cannabis:

  • Diminuiu efeitos internos causados por outros medicamentos
  • melhora a qualidade de vida
  • reduz o uso de opioides até 64%

”Nós estamos aprendendo que enquanto mais a dose de opioides, maior o risco de morte por overdose” disse Dr. Daniel Clauw, um dos pesquisadores dos estudos e professor de controles de dores anestesiologia da gerência da dor na Faculdade de Medicina da Universidade de Michigan.

A magnitude da redução em nossos estudos são significantes o suficiente para afetar um individuo em risco de morte por overdose ”.

Kevin Ameling, um paciente com dores crônica que agora trabalha em uma organização sem fins lucrativos com sua sede no Colorado chamado IMPACT Network, é uma história de sucesso.

Ameling acredita que o uso de cannabis salvou a sua vida da dependência de remédios.

Em 2007 ele sofreu uma queda e recebeu um coquetel de medicamente prescritos que incluíam OxyContin, Tramadol, Clonazepam e Lexapro.

A dor era tao forte que ele tinha que aumentar a dosagem dos medicamentos. Morando em Colorado, ele decidiu tentar o uso de cannabis medicinal em 2013.

Ele disse que teve resultados imediatos que foram capazes de reduzir as suas prescrições médicas.

Ele cortou 50% da dosagem de OxyContin, reduziu o Clonazepam de 3 mg para 0,5 mg, Lexapro de 30 mg para 5 mg e Tramadol de 300 mg par 75 mg.

” É difícil expressar em palavras o quanto uma vida pode mudar com o uso de cannabis medicinal como foi comigo. Eu estava ficando cada vez mais preocupado com os prejuízos que as doses de muitos medicamentos podem causar em uma pessoa através das substâncias tóxicas. Não somente foi capaz de reduzir os remédios, com o uso de cannabis geralmente pulo o uso do Oxycontin sem nenhum efeito negativo, algo que eu não podia fazer antes”.

Quais as orientações

Amelling acrescentou ” Cada um responde de maneira diferente. Pra mim, eu acho que o fumo pode piorar meus sintomas, então eu optei pelo uso de comestíveis com pequenas doses”.

Sem dúvidas, a composição química das cepas que você escolhe e como você consome sera o resultado dos efeitos.

Isso pode causar um pequeno erro antes de você encontrar a cepa mais efetiva de cannabis, dose e método preferido para controlar a sua dor. Deve ser feito sobre supervisão medica.

Quando consideramos o tratamento de dores crônicas com cannabis, o ditado popular que diz que ”menos é mais ” parece fazer sentido.

Os Pacientes parecem encontrar mais alivio nas cepas da índica que são mais alta em THC do que nas cepas sativa ou hibrida.

O que nos sabemos é que essas cepas podem ser muito efetivas em doses menores, mas poderia, na verdade, causar dores piores se consumida em doses muito altas.

Então é impontante começar com calma e de maneira apropriada.

Referências:

Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias