• 25 de junho de 2022

Deputado é ameaçado de expulsão do partido após defender proposta sobre cannabis

 Deputado é ameaçado de expulsão do partido após defender proposta sobre cannabis

Deputado Eduardo Costa diz que vai entrar com ação, caso receba um pedido de expulsão

Apesar da oposição do partido, o deputado Eduardo Costa se posicionou favorável ao projeto 399. Posição que pode levá-lo à expulsão, como deixou claro o presidente do PTB.

Na manhã de ontem (18) a Comissão Especial de Medicamentos Formulados com Cannabis se reuniu mais uma vez para discutir o parecer do relator Luciano Ducci (PSB-PR) sobre o Projeto de Lei 399/15.

O que poderia ser uma votação da pauta, se transformou em uma discussão que resultou até em uma agressão contra o presidente da comissão, Paulo Teixeira (PT-SP). 

Deputado Eduardo Costa diz que vai entrar com ação, caso receba um pedido de expulsão

A sessão ficou dividida entre apoiadores e contrários, que divergem principalmente sobre o cultivo da cannabis em solo nacional. 

Divisão que aconteceu até nos próprios partidos, como por exemplo, o caso do deputado Eduardo Costa (PA). Embora a posição do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) fosse diferente, ele se posicionou favorável à PL.

“A ignorância é pior que as drogas. Nós temos medicamento à base de ópio, o mesmo que produz cocaína e heroína e damos estes medicamentos para crianças. Agora estamos criando uma polêmica que envolve medicamentos (de cannabis).” disse na comissão.

A fala contrariou o presidente do partido, o ex-deputado Roberto Jefferson. 

Ameaça de expulsão

Contudo, mesmo sendo um posicionamento pessoal, não foi bem visto pelo PTB, que depois de uma discussão interna, ameaçou a expulsão de Costa. 

Em uma mensagem enviada no grupo de whatsapp dos parlamentares, Roberto Jefferson disse que a fala do deputado prejudica a imagem de um partido “conservador e cristão”. 

“Esse gesto de hoje do deputado Eduardo Costa do Pará terá uma grave repercussão também. Nós vamos despencar nas pesquisas e viveremos de novo a incredulidade da opinião pública em torno de toda a obra que estamos construindo de sermos um partido cristão e conservador” disse Jefferson no áudio revelado pelo portal O Globo. 

Ainda completou que este seria o último voto do deputado na legenda e que determinaria que a comissão de ética do partido o expulsasse.

Roberto Jefferson – presidente do PTB não gostou do posicionamento do companheiro de partido
Foto: EBC/DIVULGAÇÃO

Vai recorrer

Eduardo Costa disse que ainda  não recebeu nenhuma notificação do partido sobre uma possível expulsão, mas que o assunto causou estranheza, já que a sua posição à proposta é conhecida desde 2019.

Contudo, caso chegue um pedido, disse que irá entrar na justiça contra o partido, pois entende que não fez nada de errado para merecer a medida extrema. 

“Eu sou da base do governo, voto com o governo em praticamente 99% das situações, mas tem situações que são sensíveis pra mim, que são diferenciadas e que não posso abrir mão porque eu jogo todos os meus princípios, o meu trabalho e a minha história no lixo. Eu não posso fazer isso” afirmou ao jornal.

Briga com a filha

Na mesma conversa, o presidente do partido disse que sua filha, a ex-deputada Cristiane Brasil também já participou da comissão, e sua posição favorável os separou. 

“A minha filha está afastada de mim porque até a minha opção religiosa ela duvidou. Filha é assim, parente é igual dente, morde na língua da gente. Eu afastei do meu convívio pessoal e do convívio político e não me importo de tomar essa atitude de afastar o deputado Eduardo Costa que nem meu sangue tem e está pisando na bandeira do PTB”, disse Jefferson no áudio transcrito pelo O Globo.

Em seguida, a filha respondeu dizendo que respeita a religião do pai, sendo ela também praticante. Mas afirmou novamente que ainda assim, defende a pauta.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias