• 25 de junho de 2022

Pfizer adquire empresa farmacêutica que testa canabinoides

 Pfizer adquire empresa farmacêutica que testa canabinoides

Com a pandemia ao redor do mundo, a empresa Pfizer ficou muito conhecida por ser uma das maiores fornecedoras de vacina contra a COVID-19. Recentemente, a empresa também adquiriu o tratamento com canabinoides.

A famosa Pfizer, uma das muitas empresas farmacêuticas que fabricam vacinas COVID-19, está comprando outra grande empresa farmacêutica, que conduz testes médicos em uma grande lista de medicamentos, junto com outra que está inspecionando a eficácia dos canabinoides.

No dia 13 de dezembro, a empresa introduziu a aquisição deliberada da Arena Pharmaceuticals.

As duas empresas assinaram um acordo declarando que a Pfizer obteria todas as ações da Arena por 100 dólares por ação, pagos em dinheiro sobre o valor do acordo definido em 6,7 bilhões de dólares.

A Arena apresenta uma ampla gama de testes médicos de vários estágios para o medicamento que eles estão criando no momento, considerado um dos quais está explorando o uso de medicamentos de canabinoides orais para problemas gastrointestinais.

De acordo com um comunicado à imprensa , o conselho administrativo da Pfizer e Arena aceitou o negócio.

Benefícios dos acordo

“A aquisição proposta da Arena complementa nossas capacidades e experiência em Inflamação e Imunologia, um motor de inovação da Pfizer que desenvolve terapias para pacientes com doenças imuno inflamatórias debilitantes com necessidade de opções de tratamento mais eficazes”, afirmou o Presidente Global e Gerente Geral da Pfizer Mike Gladstone . 

“Utilizando as principais capacidades de pesquisa e desenvolvimento global da Pfizer, planejamos acelerar o desenvolvimento clínico para pacientes com doenças imuno inflamatórias.” acrescentou Gladstone que opera abaixo da divisão de irritação e imunologia da Pfizer.

A empresa Arena tem se empenhado em uma questão de “candidatos terapêuticos em estágio de desenvolvimento”, começando com gastroenterologia, dermatologia, cardiologia e muito mais. 

Um medicamento específico, está sendo examinado como um remédio para colite ulcerosa e doença de Crohn. 

Outros medicamentos estão sendo usados para gastroenterologia, dermatologia e cardiologia.

Em uma entrevista feita com o supervisor de portfólio do The Medical Cannabis, chamado Nawan Butt, ele menciona a importância deste acordo para impulsionar o progresso adicional para alternativas de análise da cannabis medicinal. 

“Esta aquisição mostra o interesse que as grandes farmacêuticas estão tendo no mundo em rápida evolução dos canabinoides. Estamos encorajados com a aquisição, pois ela fornece mais recursos e uma plataforma mais ampla para o desenvolvimento farmacêutico de canabinoides. No geral, esta transação está alinhada com o foco de longo prazo da Pfizer em pesquisas inovadoras e uma grande vitória para nossos investidores ”, 

Além dos testes médicos oficiais, as análises sobre o haxixe aumentaram rapidamente na década anterior.

Mas no início de novembro, a NORML lançou uma compilação de 450 estudos revisados ​​por pares em “Aplicações Clínicas para Cannabis e Canabinoides’’.

Baseado nos últimos estudos sobre a eficácia do haxixe, os Estados Unidos estão prontos para continuar conduzindo as pesquisas com a planta nos anos que virão, abrindo o melhor caminho para que testes médicos adicionais também sejam realizados.

Referências

  • Growstox

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias