• 25 de setembro de 2021

A cannabis afeta a concentração?

 A cannabis afeta a concentração?

Dependendo de como é usada, é possível que a cannabis atrapalhe ou ajude a concentração. Entenda.

Talvez quando falamos sobre concentração e cannabis, a primeira coisa que vem à cabeça é o famoso “barato” que a maconha proporciona. E de fato, quando ela é consumida, libera uma molécula chamada Tetrahidrocanabinol, mais comumente conhecida como THC

O THC faz com que o cérebro libere dopamina, o hormônio que dá a sensação de bem-estar. Ele é parecido com a anandamida, que regula o nosso humor, sono, memória e apetite.

É por isso que a pessoa que consome maconha fica “feliz”, sonolenta, não se lembra de muita coisa e até com fome.

No cérebro a maconha afeta também o equilíbrio, a coordenação motora, a postura e a noção do tempo pelo curto período em que o indivíduo está fumando. Por isso, não é aconselhado dirigir depois de consumir a maconha.

Uma coisa curiosa é que os efeitos são ambíguos, enquanto alguns sentem sonolência e diminuição da atividade motora, muitos tem uma reação contrária, sentirão euforia e intensificação dos movimentos. Sempre vai depender do indivíduo e da quantidade que ele ingere.

Então ela é ruim?

Não necessariamente. A cannabis possui outras 400 moléculas como o THC. Chamados de canabinoides, o mais famoso, até mais que o Tetrahidrocanabinol, é o Canabidiol(CBD). Ele costuma ter efeitos diferentes do THC. 

Um dos canabinoides mais explorados pela ciência, ele já mostrou que estimula o fluxo de serotonina no cérebro, o que já é de grande ajuda na concentração. 

Isso porque estas substâncias atuam no Sistema Endocanabinoide, um sistema que regula a maioria das funções do organismo, como fome, sono, humor, sistema imunológico e até o sistema nervoso. 

O que consequentemente influencia na energia, nas funções sensoriais e motoras, no foco e claro, na concentração. Mas agora, de forma diferente. 

Outras vantagens 

De forma menos direta, alguns canabinoides, inclusive o THC da planta podem contribuir para impedir os fatores que contribuem para a falta de concentração, como:

  • Insônia. Até hoje, vários estudos clínicos são realizados para testar o tratamento alternativo, e as descobertas são sempre positivas. Isso porque a cannabis tem propriedades relaxantes e terapêuticas que diminuem o nível de estresse e ansiedade, causas mais frequentes da insônia.
  • Ansiedade. Estudos clínicos e também em animais sobre a eficácia da cannabis para o tratamento da ansiedade são feitos em vários países, inclusive o Brasil. Um exemplo é um estudo realizado aqui em 2012 onde mostrou que o canabidiol tem propriedades ansiolíticas.
Tainara Cavalcante

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias