• 20 de outubro de 2020

Orgânicos de cannabis: O que são e para que servem?

 Orgânicos de cannabis: O que são e para que servem?

Um produto orgânico vai muito além de um produto natural sem agrotóxicos, transgênicos e fertilizantes sintéticos. O produto é resultado de uma agricultura baseada em sustentabilidade, cultivo natural e equilíbrio ecológico.

Quando se trata do cultivo da cannabis orgânica, significa que seu meio de cultivo e alimentos vegetais dependem de fontes naturais e não de compostos de sal sintéticos manuseados em um laboratório.

As partículas orgânicas são capazes de se decompor ou às vezes, são seu próprio produto. Ao contrário das fórmulas químicas projetadas para o cultivo barato de safras comerciais.

Em um ambiente natural, plantas, animais mortos e resíduos de animais geralmente se acumulam com o tempo no solo da floresta, onde se decompõem com a ajuda de insetos, bactérias, vermes e fungos para fornecer nutrição na camada superficial do solo.

Esse processo tão vital para o crescimento das plantas é conhecido como “teia alimentar do solo”. É como se os organismos vivos se alimentam do seu futuro e completam o ciclo de vida e morte. 

As raízes prosperam, auxiliadas por fungos micorrízicos (fungos que estabelecem uma associação com as raízes de algumas espécies de plantas), que ajudam a quebrar os nutrientes para facilitar o acesso e absorção.

Essa camada húmica superior do solo, repleta de micróbios e bactérias benéficas, é o que tentamos recriar ao cultivar cannabis orgânica.

Por que o cultivo orgânico?

Transformar os sais e produtos químicos para cultivo pode causar danos ao meio ambiente local, poluindo rios, lagos e oceanos. 

Basta observar alguns dos resultados do escoamento do agronegócio químico. Como o Mar Salton, no sul da Califórnia, é possível ver o porquê os nutrientes não orgânicos nunca são aconselháveis.

Como por exemplo, as carcaças de peixes em decomposição que flutuam na espuma salgada de um mar morto e de toda a área, cheira a um odor fétido que é artificial. 

Ou seja, não possui o cheiro amadeirado e terroso de decomposição natural que predomina em uma pilha de compostos. Na verdade, é o odor acre de uma morte prematura causada pelo uso excessivo de produtos químicos.


Os produtores de cannabis devem se sentir obrigados a usar um solo saudável e vivo para produzir cannabis.

Atualmente, a maioria das empresas de nutrientes fornecem alternativas orgânicas que não entopem gotejadores nem deixam os reservatórios cheios de odor, de modo que até os produtores de energia hidrelétrica possam tirar proveito de alimentos vegetais mais naturais.

Os usuários de medicamentos que cultivam seus próprios botões devem ficar atentos principalmente aos métodos orgânicos. Não há mais nenhuma razão legítima para usar fórmulas químicas.

Como funciona o cultivo orgânico?

A maneira mais simples de uma planta crescer organicamente dentro de casa é em baldes de 5 galões, com orifícios perfurados no fundo.

Plantas grandes podem ser cultivadas e render pelo menos 250 gramas por vegetal, sem o problema de tentar administrar e regar um monte de plantas menores. 

Os limites nas quantidades de plantas estabelecidos nos estados dos Estados Unidos,permitem que a cannabis medicinal também encoraje os agricultores a produzir menos plantas maiores.

Os recipientes maiores servem para plantas monstruosas, mas o tamanho de 5 galões é o mais fácil de trabalhar, movimentar e pode ser encontrado em qualquer estoque de tinta ou loja de ferramentas.

Os baldes devem ser cheios e as mudas ou clones femininos colocadas no topo da mistura. 

A iluminação das plantas deve ser de pelo menos 400 watts, com iluminação de 600 watts ou 1000 watts como ideal para plantas maiores.

Essas plantas precisam crescer em seu estado vegetativo por pelo menos um mês para atingir o tamanho adequado para iniciar a floração e iniciar o estágio de brotamento da vida vegetal.

A iluminação deve penetrar profundamente para preencher os botões que crescerão em um arbusto que atingirá 3 pés ou mais.

Tudo é misturado por pelo menos um ou dois dias antes de oxigenar todo o conteúdo. Ele deve estar todo molhado, mas não saturado demais.

As primeiras são feitas com água pura, já que a mistura de plantio fresco é bastante “quente” (rica em nutrientes). 

A água é deixada no descanso por pelo menos 24 horas para evaporar o cloro. Isso matará seus micróbios benéficos. Os cálculos de ar no fundo do balde funcionam como uma bomba de ar e também aceleram este processo.

Não há necessidade de enxaguar no final. Algum amarelecimento natural ocorre nas folhas do leque, mas isso é bom, pois o nitrogênio está sendo liberado das células da planta.

Orgânicos Outdoors

É ainda mais fácil cultivar organicamente ao ar livre. Caso haja espaço, o ideal é começar com uma pilha de compostagem com folhas e restos de cozinha, bem como aparas de grama. 

A pilha deve ser virada uma vez por semana com uma pá ou garfo para misturar em seu solo externo e usar como cobertura nutritiva para seus vasos de plantas.

Ao ar livre, quanto maior for o contêiner, melhor. Misturas orgânicas soltas e muito sol encorajam as raízes a crescerem muito, levando a enormes arbustos que rendem mais de meio quilo por planta e muito mais.

Melhor ainda, é possível cavar seu próprio buraco fundo e preenchê-lo com uma variedade de materiais orgânicos para um local personalizado, que pode ser reutilizado ano após ano simplesmente reabastecendo a mistura. 

Algas líquidas e peixes líquidos, e também chás de guano são adubos, combinados com um regime saudável de aditivos orgânicos, podem manter as plantas prosperando felizes ao sol. 

Controle de pragas orgânico

Existem insetos benéficos para combater todas as pragas e dezenas de sprays naturais que são formas eficazes e não tóxicas de eliminar as pragas que danificam as plantas. 

Bombas químicas e pesticidas sintéticos não têm lugar em nenhum jardim de cannabis. Os ácaros predadores e joaninhas são fáceis de adquirir e é realmente divertido observá-los devorar suas presas,os insetos vegetarianos do mal que se alimentam de suas plantas.

Referências

  • High Times

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias