• 26 de junho de 2022

O uso da cannabis pode interferir na altura?

 O uso da cannabis pode interferir na altura?

Um estudo do paquistão sugere uma grande diferença entre rapazes que fumam regularmente antes da puberdade e aqueles que nunca fumaram.

Será mesmo que existe uma correlação entre os dois? Será que a cannabis atrapalha no crescimento de alguém?

Essa questão tem sido pesquisada e carece de uma resposta significativa.

Um estudo científico feito no Paquistão examinou 220 rapazes que não usam cannabis e 217 que usam a planta.

Realizado por pesquisadores da Pir Mehr Ali Shah Agricultural University em Rawalpindi, Paquistão, eles chegaram a conclusão de que garotos que costumam fumar cannabis antes da puberdade são em média 4 polegadas mais baixos (equivalente a 10,16 centímetros), quando chegam aos 20 anos, comparado com aqueles que nunca fumaram a erva.

De acordo com o site Science Daily, o estudo foi apresentado no Congresso Europeu de Endocrinologia em Dubai, onde alguns participantes o acharam fascinante. 

Os não fumantes não tinham somente mais altura, mas eles eram também 4kg mais pesados (quase 9 libras).

 

Descobertas hormonais

Os pesquisadores disseram ter descoberto um aumento nos níveis de testosterona e luteinizantes hormonais. Esses hormônios ajudam a acelerar a puberdade nos fumantes, no entanto, também diminuem os níveis de crescimento hormonal.

Eles também analisaram os níveis de estresse do hormônio cortisol em 10 fumantes mais pesados de cannabis e notaram um crescimento. 

O Dr. Syed Shakeel Raza Rizvi, o pesquisador líder da equipe, sugeriu que o uso da cannabis pode desencadear uma resposta de estresse que provoca a puberdade e, simultaneamente, impede o crescimento.

Apesar desses estudos, mais pesquisas são necessárias quando as conclusões são potencialmente surpreendentes e têm várias implicações para o desenvolvimento humano.

Conforme as leis sobre a cannabis tem se tornado cada vez mais flexíveis, haverá mais perguntas sobre os efeitos químicos da substância.

Nesse caso, ainda não está claro o por que a pesquisa se limitou aos rapazes. Os mesmos efeitos seriam encontrados em garotas?

Talvez essas pesquisas necessárias que ainda não foram feitas, possam surgir em garotas no futuro, e trazer respostas a muitas questões que pairam sobre o universo canábico. 

Referências

  • Cnet

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias