• 30 de outubro de 2020

Enxaqueca: O que é Causas, Sintomas e Tratamentos

 Enxaqueca: O que é Causas, Sintomas e Tratamentos

A enxaqueca afeta cerca de 15% da população brasileira. Mais frequente no público feminino, afeta 30% das mulheres só na região sudeste do país., A doença tem se tornado uma das principais causas que atrapalham o meio profissional.

Hoje em dia existem diversos tipos de dores de cabeça, como neuralgias, cefaléia tensional, cefaléia em salvas e a enxaqueca. 

Aqui, em especial, vamos falar sobre as causas, sintomas e o tratamento da enxaqueca, um tipo de dor de cabeça específica e bastante comum.

A enxaqueca gera  crises com duração de 4 a 72h, e pode afetar homens, mulheres ou crianças.

Geralmente, mais comum em pessoas de 25 a 45 anos. Ela possui um padrão para cada pessoa e o intervalo entre uma crise e outra é variado.

O que é enxaqueca?

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça incapacitante, caracterizada por uma dor pulsante em um dos lados da cabeça e às vezes dos dois. Também pode ser acompanhada de enjoo, vômito e dores diante de luzes e sons.

É considerada uma crise de enxaqueca, quando os sintomas variam de 4 a 72 horas, podendo ser um período mais curto no caso de crianças.

Essa condição é dividida em 4 fases: premonitória, aura, dor de cabeça e resolução. 

Porém, nem todas as pessoas que sofrem de enxaqueca apresentam todas essas etapas, sendo que a maioria já notam os sintomas na terceira fase.

1ª Premonitória: A primeira fase, apresentando sintomas como fadiga, irritabilidade, depressão, bocejo constante e dificuldade de concentração por cerca de 72 horas antes da dor de cabeça latejante.

2ª Aura: É definida pela presença de aura: manifestações neurológicas que ocorrem normalmente antes da dor de cabeça e duram de 5 a 60 minutos.

3ª Dor de cabeça: É a que mais simboliza a enxaqueca e também a que mais incomoda os pacientes. É percebida devido à dor de cabeça latejante e intensa, podendo durar aproximadamente entre 4 e 72 horas.

4ª Resolução: Nela o paciente apresenta sintomas semelhantes à primeira fase enquanto trata ou mesmo após curar a enxaqueca. São frequentes as queixas de fadiga, sonolência e dor de cabeça leve durante 48 horas.

Causas da enxaqueca

É importante destacar que as causas exatas para a enxaqueca ainda não são 100% conhecidas. Mas que existe relação desse tipo de dor de cabeça com a genética e com alterações no cérebro.

Porém, existem sinais que indicam que essa dor vai se iniciar e eles variam de pessoa para pessoa. Os gatilhos podem ser, por exemplo:

  • Estresse;
  • Odores muito fortes;
  • Luz intensa;
  • Fatores hormonais;
  • Esforço Físico exagerado;
  • Ambientes barulhentos;
  • Alimentos como queijos amarelos, frituras e gordura;
  • Excesso de álcool;
  • Ar condicionado;
  • Poucas horas de sono;
  • Cansaço.

Sintomas da enxaqueca

Geralmente, pessoas que já tiveram essa crise alguma vez, conseguem saber através dos sintomas que a enxaqueca está prestes a acontecer e já podem iniciar o tratamento.

Sobre os sintomas, podemos citar:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Irritabilidade;
  • Sensibilidade à luz ou ao som;
  • Fadiga;
  • Tontura;
  • Alterações no apetite;
  • Falta de concentração;
  • Suor;
  • Formigamento.

Tratamento de enxaqueca

O tratamento para enxaqueca é prioritariamente medicamentoso, ou seja, feito a partir de remédios que devem ser tomados quando a crise acontece.

Esses medicamentos deverão ser indicados por um médico, ainda melhor se for um especialista em dores de cabeça. 

É o médico também que, dependendo do caso, poderá indicar medicamentos para prevenir a enxaqueca.

Cannabis no tratamento de enxaqueca

Atualmente, os cientistas apontam que causa da dor de cabeça forte até uma disfunção no Sistema Endocanabinoide, que pode contribuir para o desenvolvimento da condição.

Isso tudo fez com que esses profissionais chegassem à conclusão que a ativação dos receptores CB1 e CB2 poderia corrigir essa disfunção e ser útil no tratamento.

Eles são ativados através dos canabinóides produzidos pelo próprio organismo para regular as funções . No entanto, como mencionado acima, eles podem não funcionar direito.

Existem 4 pontos principais em que a cannabis pode auxiliar no tratamento de enxaqueca, estes são:

  • Previne a liberação de serotonina nas plaquetas;
  • É anti-Inflamatória;
  • Impede os espasmos vasculares;
  • Bloqueia a transmissão de dor.

Com o poder de fazer com que o corpo se autorregule, o canabidiol (CBD) (um tipo de canabinóide da planta cannabis) bloqueia a transmissão da dor.

Diante disso tudo, o ideal é consultar um médico especialista para entender em qual fase da enxaqueca está e quais as possibilidades do uso de cannabis para o tratamento.

A forma de uso da planta para tratamento de qualquer doença, depende também da condição de cada pessoa.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o uso da cannabis no tratamento da enxaqueca? Clique aqui.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias