• 24 de junho de 2022

Calvície: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Calvície: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

De acordo com a Sociedade Brasileira do Cabelo, cerca de 42 milhões de brasileiros sofrem de calvície. Mas o que mais chama atenção é que a quantidade de jovens com idade entre 20 e 25 anos que estão com essa condição e o número tem aumentado a cada ano. 

A calvície também medicinalmente conhecida como Alopecia é caracterizada pela redução parcial ou total de cabelos, ou a ausência de pelos em uma determinada área da pele.

Geralmente é mais perceptível no couro cabeludo, mas pode ocorrer em qualquer parte do corpo que haja pelos.

A calvície é mais comum em homens do que em mulheres. Na maioria ocorre por questões hormonais, ou também por  condição hereditária, o que contribui para o aparecimento deste tipo de doença, caracterizada pela queda de cabelo nas áreas frontais e na coroa do couro cabeludo.

Quais as causas da Calvície

As causas da queda de cabelo masculino são muitas. Além da herança genética, ela pode estar associada à condições como:

  • Alterações hormonais;
  • Problemas psicológicos e psiquiátricos;
  • Estresse; 
  • Glândula tireóide;
  • Anemia;
  • Ingestão de álcool e uso de cigarro.

A boa notícia é que em alguns casos é possível fazer tratamentos. Para os que fazem tratamento é importante estar sempre atento ao volume de cabelo que cai ao longo do dia.

A queda de fios de cabelo é necessária para que novos cresçam no lugar. Uma queda normal pode levar a perda de 100 a 150 fios de cabelo por dia. Mas, se houver  excesso na queda de fios, talvez seja o caso de procurar um especialista. 

Sintomas da Calvície

Apesar de sua característica principal ser a perda de cabelo, este é apenas um sintoma da calvície.

Algumas pessoas também podem sentir uma sensação de queimação ou coceira na região em que houve a queda. 

Geralmente isso ocorre mais frequentemente no couro cabeludo, mas também pode ocorrer na barba, sobrancelhas, braços e pernas.

Os locais atingidos e onde houve a queda de cabelo são lisos e arredondados. Pode haver também uma coloração rósea na região.

Há também a possibilidade de associação com outras doenças autoimune, como lúpus, vitiligo e tireoidite.

Tratamentos da Calvície

Caso a perda de cabelo não seja total, o cabelo pode crescer novamente dentro de alguns meses, sem precisar de tratamento. 

No entanto, o tratamento é recomendado quase sempre em todos os casos, pois geralmente a região em que ocorre queda, não costuma nascer naturalmente novamente.

Contudo, mesmo no caso de perda de cabelos mais intensa, não está claro o quanto o tratamento pode ajudar a mudar a situação.

Os tratamentos comuns e que estão disponíveis incluem:

  • Injeção de esteroides sob a superfície da pele;
  • Medicamentos aplicados à pele;
  • Terapia com luz ultravioleta;
  • Medicação por via oral.

Medicamentos mais comuns usado para calvície 

Abaixo estão os medicamentos mais usados para o tratamento de calvície:

  • Betatrinta;
  • Decadron;
  • Diprospan;
  • Duoflam;
  • Finasterida.

É importante lembrar que é o médico quem pode dizer qual o medicamento mais indicado para cada caso, assim como a dosagem correta e a duração do tratamento. 

Também não é aconselhável que haja interrupção no uso de medicamentos sem consultar um médico antes.

Cannabis no tratamento de calvície

Existem muitos estudos e testes clínicos feitos com a cannabis para o tratamento de diversas doenças e sem dúvidas essa planta tem apresentado resultados incríveis.

Contudo, no caso de tratamento de calvície, não houve nenhum estudo que comprovasse totalmente a eficácia da planta e seus compostos no tratamento dessa doença até hoje.

O que sabemos até agora, é que os folículos capilares têm um sistema de sinalização endocanabinoide baseado no receptor CB1 , que gerencia o crescimento do cabelo de maneira negativa ou positiva. 

Isso significa que os canabinóides internos e externos podem afetar a atividade dos folículos capilares.

Algumas pesquisas mostram que os folículos capilares realmente produzem dois endocanabinóides, a anandamida e a 2-AG. Portanto, a informação desses estudos revelam que os canabinóides, incluindo o CBD, influenciam o comportamento dos folículos capilares.

O canabidiol (CBD) tem propriedades para aumentar o Sistema Imunológico, combatendo infecções e ajudando a regular muitos dos subsistemas do corpo. Esta é a razão para ajudar na saúde da pele e do cabelo.

Como o cabelo faz parte do ecossistema da pele, todas as razões pelas quais o CBD é bom para a pele podem também ser aplicadas no cabelo.

Mas como dito acima, não existe um estudo que comprove o tratamento da calvície, mas sim estudos sobre como manter os cabelos saudáveis com a planta.

Se você quiser saber mais sobre os benefícios do canabidiol para os cabelos, clique aqui

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias