• 26 de junho de 2022

Presidente do TSE defende a legalização da maconha no Brasil

 Presidente do TSE defende a legalização da maconha no Brasil

Foto: Divulgação STF

Desde 2015 o Ministro Barroso argumenta que a legalização é a melhor forma de acabar com o tráfico.

No último sábado (8), o Ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e integrante do Supremo Tribunal Federal (STF), compartilhou um vídeo em sua conta do Twitter, onde uma mulher defendia a legalização da maconha. 

A postagem era uma reprodução de um tuíte feito pelo “Quebrando Tabu”, onde uma mulher chamada Tereza defende a descriminalização da maconha. 

Na legenda, o presidente do TSE ainda  escreveu que “o depoimento dessa senhora vale por alguns tratados jurídicos e sociológicos. Merece ser visto com atenção e respeito”.

No vídeo, além da mulher defender a legalização da maconha, ela ainda acrescenta que o Estado possui parte da responsabilidade, quando uma pessoa se torna criminosa. 

“Eles vendem droga, morrem por causa da droga, são presos por causa da droga, mas nenhuma de nós tem o dinheiro da droga para pagar um advogado” diz Dona Tereza no vídeo. 

Em defesa de legalização

Essa não é a primeira vez que Barroso defende a legalização da maconha. Desde 2015, ele tem aparecido nos noticiários por falar de maconha em Brasília.

Foi ele quem sugeriu, por exemplo, que a diferença entre tráfico e consumo pessoal fosse de 25 gramas ou o cultivo de até seis plantas fêmeas. Contudo, na época, ainda argumentou que a medida mais efetiva seria a legalização. 

Segundo ele em entrevistas, a sua posição tem o propósito de neutralizar o poder do tráfico, além de evitar que as cadeias fiquem lotadas de jovens com pequenas quantidades de maconha. 

Em 2017 ele esteve no programa Conversa com o Bial, onde ele discorreu um pouco mais sobre a sua posição. 

“A guerra às drogas fracassou completamente. Desde que ela começou, há quarenta anos atrás, o consumo só fez subir. (…) A proibição e a ilegalidade é a única coisa que faz é dar monopólio ao traficante.” disse no programa.

No mesmo ano, o jornal inglês The Guardian publicou um artigo assinado pelo magistrado, que defende a legalização das drogas no Brasil como forma de tentar acabar com o crime organizado.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias