Turismo canábico: melhores e piores cidades dos EUA para tirar férias - Cannalize
Turismo canábico: melhores e piores cidades dos EUA para tirar férias

Turismo canábico: melhores e piores cidades dos EUA para tirar férias

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Mundo do turismo de cannabis está abrindo oportunidades para viagens

Com informações da Hightimes

Os melhores incluíram as cidades do Colorado de Denver, Boulder e Colorado Springs, seguido por Oakland e San Jose, Califórnia; Henderson e Las Vegas, Nevada e, por último, Portland, Maine (o único estado da costa leste a fazer parte da lista).

“Nesses estados, economias de escala foram construídas na última década, reforçadas por um mercado de maconha em expansão que inclui dispensários, passeios agrícolas e salões de cannabis”, disse Alex Miller, fundador da Upgraded Points . “A indústria suporta mais de 83.000 empregos somente na Califórnia.”

Foto: Freepik

Vários fatores a se considerar

Os analistas basearam seu relatório em “férias de cannabis” de quatro dias para uma pessoa. Eles também basearam seus resultados em várias métricas, como passagem aérea de ida e volta, preços das refeições, hospedagem, tarifas locais, o preço atual da maconha e o custo de um pacote de 100 mg de comestíveis.

O relatório mostra que nos estados ocidentais os preços das flores de cannabis são mais acessíveis do que os das flores orientais, e os estados do norte também têm um preço mais alto para fatores de férias.

Os estados mais caros incluem Burlington, Vermont, Bridgeport, Connecticut, Boston e Massachusetts.

“Canna-cations em estados do leste como Connecticut, Vermont e Massachusetts podem ser muito mais caras… já que a infraestrutura para usar, comprar e produzir cannabis é muito menos estabelecida nessas áreas”, diz Miller .

Lugares mais baratos

Os locais mais econômicos foram Oakland, Califórnia (US$ 1.068, por dia) e Spokane, Washington (US$ 1.135, por dia). Ambos os locais foram observados como 22% mais baratos que a média nacional, que é de US$ 1.262.

Sem surpresa, Denver estava no topo da lista por causa de suas muitas atrações relacionadas à cannabis, como passeios de ônibus e uma infinidade de dispensários licenciados.

Outros locais mais acessíveis incluem estados da costa oeste, especialmente aqueles com um mercado de uso adulto que existe entre 6 e 10 anos.

Um mercado que só cresce

De acordo com Miller, a indústria de turismo de cannabis dos EUA só continuará a crescer.

“O turismo de cannabis está florescendo. A indústria de cannabis dos EUA agora suporta mais de 428 mil empregos e deve ultrapassar US$ 72 bilhões em vendas até 2030. A maconha recreativa é atualmente legal em 19 estados, Washington, DC e Guam, e o turismo de maconha só crescerá à medida que mais estados estiverem prontos para legalizar as vendas recreativas de maconha no final deste ano. Se você está procurando o destino ideal para sua ‘canna-cação’ este ano, a grama é mais verde em cidades como Denver, Oakland, Boulder e Portland.”

Um relatório divulgado em junho de 2022 projetou que a indústria de turismo de cannabis dos EUA poderia ser avaliada em US$ 17 bilhões. “Até 2025, 50% dos viajantes nos EUA serão millennials”, Brian Applegarth, fundador da Cannabis Travel Association. “E sua relação com o consumo de cannabis é extremamente normalizada em comparação com os líderes estigmatizados da indústria de hoje.”

Em escala internacional, a indústria do turismo está começando a se abrir. Enquanto o programa de uso adulto do Canadá está prosperando, trazer cannabis através da fronteira foi proibido em julho de 2021 .

Em Amsterdã, o turismo de cannabis está sendo desencorajado.

No entanto, em novembro de 2021, Dubai, nos Emirados Árabes Unidos , encerrou a prisão para viajantes com THC.

Foto: Freepik

Vários tipos de passatempos pelo mundo

Além das atrações usuais de cannabis, como passeios de cultivo e vários dispensários para escolher, os museus com temas de cannabis começaram a crescer continuamente. Em junho, um museu de cânhamo foi inaugurado na Espanha e continua até fevereiro de 2023.

Um museu croata também foi inaugurado em abril na capital da cidade de Zagreb.

Em 2019, a Universidade da Califórnia, em Berkeley, teve uma exposição limitada chamada “ Prazer, veneno, prescrição, oração: os mundos das substâncias que alteram a mente.

Claro, Las Vegas logo se tornará o lar de um museu chamado Cannabition Cannabis Museum, e o conselho da cidade também aprovou recentemente salões de consumo em setembro, o que deve aumentar os números do turismo.

 

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas