• 20 de outubro de 2020

Dor crônica: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Dor crônica: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

De acordo com um estudo feito pela Sociedade Brasileira de Estudos da Dor (SBED), pelo menos 37% da população brasileira  (60 milhões de pessoas), relatam sentir algum tipo de dor crônica.

A dor é algo realmente desagradável para todas as pessoas  Por outro lado, é necessária para nossa sobrevivência. 

É simplesmente uma reação fisiológica que serve como um alerta, para que não voltemos a nos machucar da mesma maneira. 

Serve também para avisar que algo não está bem e indicar doenças que, se não fosse por esse alerta, passariam despercebidas e trariam prejuízos piores.

No entanto, em meio a tudo isso, muitas pessoas dizem sentir dores por tempo prolongado, e isso não é normal.

 O que é dor crônica?

A dor crônica é totalmente diferente das demais, pois é representada como a doença em si, e pode piorar por diversos fatores ambientais e psicológicos. 

Geralmente, ele é resistente à maioria dos tratamentos e consequentemente, pode causar graves problemas aos pacientes. 

Além disso, uma única pessoa pode ter mais de uma dor crônica.

Essa condição tem origem no Sistema Nervoso Central e é definida como algo que não passa e se prolonga por meses. Em alguns casos, infelizmente a cura não ocorre.

Tipos de dores

  • Dor neuropática: Acontece por disfunção do Sistema Nervoso, seja no cérebro, medula ou nervos periféricos. É comum que surja na forma de queimação, agulhadas ou formigamento;

  • Dor mista: É causada tanto por componentes da dor nociceptiva e neuropática, ou por causas desconhecidas;

  • Dor visceral: Ocorre quando os estímulos que vão produzir a sensação de dor provêm das vísceras, é causada por distensão ou estiramento dos órgãos.

Causas da dor crônica

Existem alguns fatores que podem colaborar para o surgimento e evolução das dores crônicas, confira abaixo:

  • Algumas dores têm origem psicológica e emocional, isto é, algum trauma que a pessoa tenha passado e que leva ao desenvolvimento das dores.  
  • Os mesmos analgésicos que são prescritos para o tratamento da dor, acabam mais tarde causando o agravamento dela; 
  • Dormir mal pode intensificar de forma negativa todos os aspectos da saúde, inclusive gerar a dor crônica. 
  • Mudanças nos hábitos de alimentação são cruciais para o controle das dores, pois algumas substâncias têm a capacidade de aumentar, por exemplo, a permeabilidade do intestino; 
  • Outra possível causa é a doença de Lyme, que possui sintomas parecidos como o da gripe, só que muitas vezes são prolongados.

Sintomas de dores crônicas

A dor crônica provoca com frequência alguns sinais que podem ser percebidos facilmente, pois podem afetar o dia a dia das pessoas. 

Sinais esses como:

  • Cansaço;
  • Distúrbio de sono;
  • Diminuição do apetite;
  • Diminuição da libido;
  • Donstipação intestinal.

Esses sintomas se desenvolvem gradualmente. A dor constante e persistente pode causar depressão e ansiedade e interferir em quase todas as atividades.

O prejuízo psicológico e social pode ser grave, causando ausência de função na prática. 

Tratamento de dores crônicas

Existem alguns tratamento comuns que podem ajudar no tratamento das dores crônicas, aos quais incluem

  • Exercício físico: Os movimentos com o corpo pode auxiliar no bloqueio das dores e na liberação de endorfina; 
  • Fortalecimento dos músculos: Pode beneficiar e proteger as estruturas ósseas; 
  • Fisioterapia: Age como analgésico, utilizada também para dores agudas; 
  • Medicamentos: Cada doença irá apresentar um tipo específico de tratamento, portanto, também um tipo específico de medicamento; 
  • Radiofrequência: Feito com uma agulha. que é  introduzida até a região chegando nos nervos; 
  • Bloqueio total da dor através de uma agulha guiada e consequentemente a anestesia local; 
  • Em casos específicos, é feita uma intervenção cirúrgica.

Cannabis no tratamento de dores crônicas

Os canabinóides são uma grande ferramenta no controle das dores crônicas dos pacientes, podendo diminuir até 30% as escalas de dor.

Os seus efeitos mais relatados são;

  • Diminuição de dor;
  • Aumento da tolerância à dor;
  • Melhora da qualidade de vida;
  • Retorno às atividades de vida diária.

Aparentemente, não tem efeito curativo da dor, mas pode ser um alívio para elas.

Os principais estudos já feitos sobre o uso de canabinóides para alívio são em em situações como : 

  • Dores neuropáticas crônicas de qualquer etiologia; 
  • Fibromialgia;
  • Esclerose múltipla; 
  • Dor em lesão medular; 
  • Dor oncológica e como coadjuvante para melhora do humor e sono.

Sugere-se também que os canabinóides podem ser eficazes no tratamento de dor crônica, principalmente para pacientes com dor neuropática.

Eles podem agir como um auxílio ao tratamento convencional e potencializar as melhoras.

Ficou curioso e quer saber mais sobre a cannabis para tratamento de dores crônicas? Clique aqui.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias