• 27 de junho de 2022

Síndrome de canabinoides? Entenda a condição que pode ser causada pela cannabis

 Síndrome de canabinoides? Entenda a condição que pode ser causada pela cannabis

Foto: Freepik

Ainda não se sabe muito sobre a síndrome, mas a hipótese é que ela seja causada pelo uso crônico da planta, mesmo em pessoas com anos de uso. 

A cannabis tem ajudado em uma variedade de condições médicas, que vão desde insônia a epilepsia refratária. Isso é porque ela produz os chamados canabinoides, que interagem e complementam os nossos. Mas, e quando eles não são bem aceitos pelo organismo?

Embora raro, isso pode acontecer. Trata-se da chamada Síndrome Hiperemese por Canabinoides (SHC), uma condição que pode causar dores abdominais e crises fortes de náuseas e vômitos. 

Conversamos com a médica ortomolecular Janaína Barbosa que nos ajudou a entender melhor sobre o assunto. 

Foto: Freepik

Sistema Endocanabinoide

Para entender a síndrome, é necessário compreender como a cannabis funciona no organismo. Ela atua através do chamado Sistema Endocanabinoide, que atua à nível molecular regulando várias funções.

Por meio de receptores espalhados pelo corpo, os canabinoides da cannabis podem complementar os nossos (sim,nós também produzimos a substância) para restaurar a homeostase, ou seja, o equilíbrio de vários mecanismos, como:

  • Sono;
  • Fome; 
  • Humor;
  • Sistema Nervoso;
  • Sistema Imunológico. 

Síndrome de canabinoides

De acordo com a médica ortomolecular, a Síndrome Hiperemese por Canabinoides (SHC) pode acontecer quando alguém entra em contato com canabinoides, seja para o uso adulto ou até mesmo, medicinal.

A condição foi reportada pela primeira vez em 2004. Não há uma definição de qual canabinoide pode causar o problema, mas pode provocar uma crise de vômitos e dores.

Síndrome rara

Até agora, não se sabe qual canabinoide pode provocar o problema e também não há como prever. Contudo, Barbosa acrescenta que normalmente está associado a outras substâncias, como a interação com o álcool, por exemplo. 

Por outro lado, a médica acrescenta que é um evento raro. “ Desde 2018, hoje com mais de 500 pacientes, eu ainda não tive pacientes exceto um paciente após o consumo do álcool.”, ressalta. 

Efeitos paradoxos

A cannabis possui propriedades antieméticas bem estabelecidas, tanto que ela é utilizada para o tratamento de náuseas e vômitos. 

Por outro lado, há evidências crescentes de seus efeitos paradoxais no trato gastrointestinal e no Sistema Nervoso. O Tetrahidrocanabinol(THC), Canabidiol (CBD) e Canabigerol (CBG), por exemplo, são três canabinoides com efeitos opostos na resposta ao vômito. 

Foto: Freepik

Uso crônico?

Ainda não se sabe o porquê isso acontece, mas o problema tem crescido principalmente em casos do uso crônico da cannabis.  

De acordo com uma pesquisa publicada em 2018, até um terço dos consumidores frequentes se enquadra na categoria de SHC frequente. Embora a maioria não perceba que as crises vêm da cannabis.

Há estudos que sugerem o uso prolongado da cannabis a fatores como genética, estresse psicológico, traumas, abusos, ansiedade e depressão. 

A hipótese é que as situações mencionadas, podem induzir a tolerância aos receptores canabinoides do organismo, principalmente ao receptor CB1, que desregula a sua função. 

Tratamento

Até agora, o que se sabe é que os sintomas podem melhorar com banho quente, pois a água atua nos neuroreceptores compensando a desregulação. 

 Ou até a abstenção total da cannabis. Um estudo publicado em 2019, por exemplo, mostrou que 96% dos pacientes que interromperam totalmente o uso da erva não tiveram mais problemas.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias