• 16 de maio de 2022

70% dos brasileiros apoiam o uso medicinal da cannabis, segundo pesquisa

 70% dos brasileiros apoiam o uso medicinal da cannabis, segundo pesquisa

The production of herbal medicines from marijuana in Medical experiment

Pesquisa realizada aponta alto índice de aprovação da planta medicinal no Brasil. A grande aceitação é refletida em eventos recentes. 

 

A disseminação de informações sobre a cannabis, principalmente em relação às suas propriedades medicinais, mudou a visão de boa parte da população brasileira sobre a erva. 

Pelo menos é o que diz a pesquisa “Cannabis é saúde”, realizada pelo polo de negócios Civi-Co. 

Nela, após entrevistas com mais de 1.000 pessoas, localizadas em várias regiões do país, foi constatado que 70% da população brasileira aprova o uso medicinal da cannabis. 

Essa nova perspectiva é evidenciada no espaço concedido à planta em congressos de medicina pelo Brasil. 

Eventos 

Falta de informação

O lugar garantido pela cannabis nas pautas médicas é cada vez mais evidente. Eventos, congressos e reuniões já cedem um espaço muito maior para os tratamentos com a planta, em comparação com alguns anos atrás. 

O Congresso da Cannabis Medicinal, por exemplo, é o maior do país no tema. Ele começou nessa segunda-feira (2) e tem encerramento previsto para o dia de hoje (6). 

A grande novidade é a presença do evento na Medical Fair, considerada a maior feira mundial da indústria médico-hospitalar. 

Com palestras, stands e muitas inovações, o congresso abordou temas como o mercado de cannabis no Brasil e no mundo, investimentos no setor e a legalização da erva. 

Nós, da Cannalize, cobrimos o evento por completo. Confira. 

Variedade de pesquisa

Recentemente, alguns portais jornalísticos realizaram pesquisas de opinião pública, para saber qual era o posicionamento das pessoas sobre o tema. 

Um levantamento feito pela revista Exame, realizado em maio de 2021, apontou que 78% dos brasileiros são favoráveis à planta medicinal, e que 77% deles usariam produtos canábicos se fossem indicados por médicos. 

Já a pesquisa PoderData, feita pelo site Poder 360 em janeiro deste ano, afirmou que 61% da população brasileira apoia a cannabis para tratamentos de saúde. Cerca de 3.000 pessoas foram entrevistadas, em 501 municípios, nas 27 unidades da federação. 

Legislação atual 

Atualmente, não é regulamentada a atuação do mercado de cannabis no país e nem é liberado o seu uso recreativo. 

Porém, não é proibido a utilização da planta para tratamentos medicinais. Segundo a última resolução (RDC 660), é possível a obtenção de produtos canábicos através de importações, não só de pessoas físicas, como por unidades hospitalares

O processo de importação passa, obrigatoriamente, pela aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Existem também, outras formas de obter algum composto feito a base de cannabis, como por associações e, dependendo do medicamento, pelas farmácias

Vale lembrar que para obter algum produto canábico, independente de como ele será adquirido, é necessário uma prescrição médica especializada. 

Gustavo Lentini

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por futebol e pela comunicação.

Mais Notícias