• 18 de abril de 2021

Washington DC: entrega de cannabis em meio à COVID-19

 Washington DC: entrega de cannabis em meio à COVID-19

Os dispensários de cannabis medicinal na capital do país, agora poderão fazer entregas em domicílio e permitir que os clientes recebam seus pedidos de acordo com as normas de emergência adotadas para ajudar a conter o COVID-19.

As regras temporárias foram anunciadas no dia 13/04 pela prefeita Muriel Bowser e funcionários do Departamento de Saúde de Washington DC.

Em 24 de março, a prefeita emitiu um pedido fechando todos os comércios desnecessários da cidade.


Os dispensários de cannabis medicinal foram considerados serviços necessários semelhantes a outros de assistência médica e permitidos a continuar funcionando.

A Bowser seguiu esse plano com uma ordem de permanência em casa para os moradores da cidade, emitida em 30 de março.

Diante de regras divulgadas na segunda-feira, os sete dispensários de cannabis medicinal do distrito, poderão entregar produtos nas casas de pacientes registrados.

Os dispensários também terão permissão para oferecer os produtos na calçada para os pacientes, porém, mantendo o distanciamento necessário durante o surto da COVID-19.

“Essa regulamentação de emergência centrada no paciente é necessária para proteger a saúde, a segurança e o bem-estar das pessoas e é semelhante ao que outros estados estão fazendo para continuar o acesso à cannabis medicinal”, disse a cidade em seu comunicado.

Quais as regras de entrega ?

Os dispensários que decidirem oferecer entrega a seus clientes, deverão usar apenas um veículo para a locomoção.

O veículo de entrega única deve ter um GPS instalado, deve ser registrado no departamento de saúde e não deve ter imagens, decorações ou anúncios associados à cannabis.

Todas as entregas devem ser feitas por um funcionário de dispensário registrado, entre as 11 e as 19 horas.

O rabino Jeffrey Kahn, co-proprietário do dispensário do Takoma Wellness Center, disse à imprensa local que as autoridades de saúde queriam começar com um veículo de entrega por dispensário, mas podem adicionar outros, ao longo do tempo.

“Como tudo é novo, não sabemos o que esperar ou qual será a demanda”, disse Kahn.

Norbert Pickett, proprietário do dispensário Cannabliss no bairro de Deanwood, disse que sua loja está pronta para oferecer a retirada na calçada e atualizou seu site para receber pedidos de entrega. O dispensário também já enviou informações para o veículo de entrega às autoridades da cidade.

“Deveríamos estar em funcionamento com entrega em domicílio provavelmente dentro das próximas 48 horas”, disse ele. “Podemos agir tão rápido quanto o Departamento de Saúde”, acrescentou.

As regras de emergência que permitem a entrega de cannabis medicinal e a retirada na calçada foram programadas para permanecer em vigor até o dia 12 ou 45 de agosto, após o final da emergência declarada de saúde pública.

Mas os proprietários de dispensários que desejam oferecer entregas para competir melhor com operações não licenciadas, esperam que as regras temporárias sirvam como um teste.

“Finalmente estamos dando um passo na direção certa”, disse Pickett. ” É bom que façamos isso agora, mas já deveria ter sido feito há muito tempo.”

Referências:

Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias