Contra o doping, Wada mantém proibição ao THC

Contra o doping, Wada mantém proibição ao THC

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

A Agência Mundial Antidoping acredita que o Tetrahidrocanabinol é um “risco à saúde neurológica” e uma “violação ao espírito do esporte”

Contra o doping, Wada mantém proibição ao THC

Foto: Freepik

A Agência Mundial Antidoping (Wada) publicou nos últimos dias de 2022 uma atualização da lista de substâncias proibidas para atletas profissionais, a entrar em vigor em 2023.

Entre os canabinoides, o canabidiol (CBD) ainda é a única substância permitida. 

Continuam proibidos, durante os períodos de competição, o tetrahidrocanabinol (THC) natural ou sintético, os canabinóides sintéticos que imitam os efeitos deste psicoativo e qualquer outro produto de origem de cannabis.

Leia também: Cannabis e esporte amador: rendimento, recuperação

Revisão das regras foi realizada

Em setembro de 2021, uma reunião do comitê executivo da agência prometeu revisar cientificamente o status da cannabis durante todo o ano de 2022.

Segundo o comitê, foram levantadas evidências médicas ou científicas que identificam  “potencial para aumentar ou melhorar o desempenho esportivo” e “risco real ou potencial à saúde do atleta”, além das determinações do Código Mundial Antidopagem.

A conclusão do grupo foi que a proibição deve ser mantida devido ao “abuso” destas substâncias pela sociedade fora do contexto do esporte, e que o uso do THC “é um risco para a saúde, principalmente neurológica, que tem um impacto significativo na saúde dos jovens”, acarretando assim numa “violação ao espírito do esporte”.

Você pode consultar a lista completa e atualizada aqui.

Consulte um médico 

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá te orientar de forma específica e indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar na marcação de uma consulta com um médico prescritor, passando pelo processo de importação do produto até o acompanhamento do tratamento. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas