• 24 de junho de 2022

Varicela (Catapora): O que é, Causas, Sintomas, Transmissão, Prevenção e Tratamentos

 Varicela (Catapora): O que é, Causas, Sintomas, Transmissão, Prevenção e Tratamentos

Provavelmente, você já ouviu falar da catapora ou até mesmo teve na infância. No Brasil, a ocorrência é de cerca de 3 milhões de casos de varicela (catapora) ao ano. No período de 2006 a 2016, o número de internações variou de 4 a 12 mil por ano, no Sistema Único de Saúde (SUS).

A varicela, mais conhecida como catapora, é uma doença causada por um  vírus chamado Varicela-zoster, altamente contagiosa, que pode se manifestar através de pintinhas vermelhas pelo corpo, bolhas e crostas pelo corpo e intensa coceira. 

Essa doença afeta, especialmente, crianças, mas pode afetar pessoas de todas as idades, sendo neste caso, mais grave.

Na maioria, os sinais da catapora geralmente surgem até 20 dias após o contato com alguém com a doença, com o aparecimento de pequenas bolhas redondas cheias de líquido e coceira na pele.

Além disso, essa doença pode apresentar riscos, caso ela acometa uma paciente que esteja gestante.

Na gravidez,a catapora pode causar risco de malformação durante as primeiras semanas de gestação, além de outras complicações de maior seriedade.

Principais Sintomas

Assim como outras doenças, como por exemplo o sarampo, a catapora também apresenta alguns sintomas.

Como foi dito anteriormente, os sintomas de varicela costumam surgir até 20 dias após o contato com o vírus, os principais sinais e sintomas incluem:

  • Febre alta, podendo chegar chegar à 39,5ºC;
  • Manchas vermelhas pelo corpo
  • Pequenas bolhas, que podem conter líquido, coçam e que espalham-se rapidamente pelo corpo;
  • Feridas na pele, que aparecem devido à coceira intensa;
  • Cansaço excessivo;
  • Falta de apetite;
  • Mal estar geral.

Geralmente, as bolhas podem apresentar-se em estágios diferentes, podendo-se identificar bolhas com líquido, enquanto outras já estão cicatrizando, com crosta. 

É necessário que a pessoa saiba que, enquanto as bolhas possuírem líquido, o paciente pode contaminar outros e, por isso, é preciso que mantenha distância de ambientes como o trabalho e escola.

Transmissão da catapora

Como foi dito anteriormente, a varicela  é uma doença contagiosa, e é preciso tomar cuidados e manter a distância necessária.

Essa doença é transmitida por meio do contato com a saliva ou as secreções de um paciente que esteja passando pelos sintomas da doença.

Infelizmente, a catapora se pega com facilidade, e quem está infectado com ela deve evitar lugares públicos por um período de pelo menos duas semanas.

Quem já teve varicela uma vez, está protegido contra a doença e não pode pegar catapora novamente. 

No entanto, em alguns casos, a pessoa que apresentou catapora na infância pode desenvolver a herpes zóster, uma doença infecciosa que causa intensa dor e bolhas na pele, principalmente em  idosos e se estiver com o sistema imune comprometido, como ocorre em pessoas com AIDS ou que estejam a ser submetidos a tratamentos de câncer, por exemplo.

Possíveis tratamentos

A notícia boa é que existe tratamento para essa doença.

O tratamento da varicela é feito com medicamentos que aliviam os sintomas, como anti-histamínicos com o objetivo de diminuir a coceira do paciente, já que não existe um remédio específico para a catapora.

Além disso, compressas de água fria também podem ser indicadas ao paciente, para que ele alivie a coceira.

Vale sempre ressaltar, que a varicela deve ser tratada com o acompanhamento de um profissional da saúde. Durante o tratamento, o médico poderá indicar os seguintes cuidados:

  • O uso de paracetamol para baixar a febre;
  • Consumo de antialérgico ou usar uma pomada antialérgica nas feridas para aliviar a coceira;
  • Aplicação de povidine ou clorexidina nas bolhas, para evitar que infeccione e facilitar a cicatrização;
  • Aderir uma rotina de 2 ou 3 banhos por dia com água fria e um sabonete com calamina, para acalmar a coceira;
  • Unhas bem curtas, para evitar agravar as lesões na pele;
  • Higienização das mãos várias vezes ao dia, para reduzir risco de infecção das bolhas;

Alguns médicos também recomendam o banho com permanganato de potássio, para manter a pele limpa, livre de microrganismos e para ajudar a cicatrizar as feridas da catapora.

Prevenção

Atualmente, já existe uma vacina para a catapora, que faz com que o paciente fique imunizado e não contraia a doença.

A vacinação costuma ser realizada na infância, mas mesmo os pacientes adultos que nunca fizeram a imunização devem tomá-la.

Como citado, uma vez que o paciente teve varicela, ele não apresentará a doença novamente na vida adulta, mas ficará suscetível a outra doença. 

A primeira dose da vacina deve ser administrada aos 12 meses de idade e a segunda aos 15 meses. 

Essa vacina faz parte do calendário básico de vacinação do Ministério da Saúde brasileiro e é oferecida de maneira gratuita nas Unidades Básicas de Saúde. Saiba mais sobre a vacina para varicela .

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias