• 8 de maio de 2021

THCV: O que é, Benefícios, Efeitos e suas Cepas?

 THCV: O que é, Benefícios, Efeitos e suas Cepas?

Como já sabemos existem dois principais canabinoides muito famosos na planta cannabis, o CBD e o THC. Mas além desses, também existem outros que são importantes, como o THCV. Vamos falar um pouco sobre ele.

O THCV ou tetrahidrocanabivarin, é um composto encontrado na planta cannabis que oferece uma variedade de efeitos e benefícios, que o diferencia de outros canabinoides como o THC e CBD.

Contudo, se uma pessoa que consome cannabis está procurando por um tipo específico de alívio ou simplesmente para um consumo casual e quer um efeito único, esse é um composto incrível que com certeza pode gerar mais curiosidades no mundo canábico à medida que as descobertas avançarem.

Quais os seus benefícios e efeitos?

Como o próprio nome sugere, o THCV é semelhante ao THC em sua estrutura molecular e nas propriedade psicoativas. Mas também pode fornecer uma variedade de efeitos completamente diferentes.

Abaixo temos alguns benefícios que esse composto pode oferecer aos pacientes que o consomem:

  • Inibidor de apetite: ao contrário do THC, que causa fome, esse composto pode diminuir o apetite. Isso pode ser bom para as pessoas que querem perder peso, mas pacientes que estão tratando doenças como anorexia devem evitar o uso de THCV;
  • Tratamento de diabete: algumas pesquisas mostraram que o THCV consegue regular os níveis de açúcar no sangue e reduzir a resistência à insulina;
  • Reduzir ataques de pânico: pode ajudar a controlar os ataques de ansiedade em pacientes com TEPT (transtorno de estresse pós-traumático) sem prejudicar o estado emocional;
  • Tratamento de Alzheimer: pode auxiliar em sintomas como tremores, perda de coordenação motora e lesões cerebrais associadas à doença;
  • Crescimento ósseo: por promover o crescimento de novas células ósseas, o THCV está sendo estudado quanto à osteoporose e outras condições relacionadas aos ossos.

Onde pode ser encontrado?

Se o paciente estiver procurando pelos efeitos mencionados acima, mas não tem certeza de onde pode encontrar esse composto, o ideal é começar uma pesquisa sobre os produtos com alto teor de THCV.

A maioria das cepas, contém apenas quantidades indetectáveis desse canabinoide, dificultando o efeito terapêutico desejado.

Suponhamos que futuramente mais produtos ricos em THCV possam crescer em popularidade, mas enquanto isso, aqui estão algumas dicas úteis que ajudam a localizar esse composto.

  • Procurar por sativas: os resultados de laboratórios mostram que o THCV esta é mais abundante em sativas, geralmente localizadas na África;
  • Entender a genética do THCV: muitas das cepas tem genéticas africanas hibridizadas que geram maior quantidade do canabinóide. A torta de cereja, por exemplo, pode conter um alto nível de THCV por meio de seu parentesco Durban Poison;
  • Solicitar resultados de teste: A genética por si só não pode prometer um alto teor de THCV, isso pode variar de colheita para colheita. O ideal, é pedir amostras testadas em laboratório para garantir que realmente adquirindo o produto é rico em THCV.

     

Cepas de cannabis com altos níveis de THCV

Essa lista pode ajudar a compreender melhor, pois, contém as cepas mais conhecidas pelos seus altos níveis de THCV.

Essas extrações podem ser consumidas diretamente através da flor ou podem ser processadas em extratos, óleos e até alimentos aumentando a concentração de canabinóides.

Algumas cepas abaixo, como Drug’s Varin e Pineapple Purps, foram criadas especialmente em níveis altos desse composto. Novamente, o ideal é focar nas sativas africana, pois, elas tendem a ser abundantes.

  • Doug’s Varin (Dva);
  • Pineapple Purps (Pnp);
  • Durban Poison (Dp);
  • Power Plant (Pwp);
  • Willie Netson (Wln);
  • Red Congolese (Rc);
  • Jack the Ripper (Jtr);
  • Durban Cheese (Dch);
  • Skunk nº 1 (Sk1).

Por enquanto ainda não sabemos muito sobre o tetrahydrocannabivarin, mas os pesquisadores constantemente continuam explorando mais sobre esse e outros compostos encontrados na planta cannabis.

Referências:

Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias