Sementes de cânhamo na ração? A alternativa pode ser uma opção em breve - Cannalize
Sementes de cânhamo na ração? A alternativa pode ser uma opção em breve

Sementes de cânhamo na ração? A alternativa pode ser uma opção em breve

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

O presidente e CEO do  NIHC (Conselho Nacional de Cânhamo Industrial da América – sigla em inglês), Patrick Atagi , enviou uma carta ao comissário da FDA (Food and Drug Administration) dos EUA Robert Califf, pedindo a aprovação da semente de cânhamo como ingrediente de ração animal.

Trata-se da agência regulatória dos Estados Unidos, uma espécie de Anvisa.

A carta vem depois de um webinar amplamente assistido organizado pelo NIHC e pelo American Association of Feed Control Officials . A reunião contou com funcionários do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, FDA, partes interessadas do setor e formuladores de políticas de todo o país.

O webinar de agosto destacou a ciência em torno da alimentação animal e contou com a presença de mais de 1.000 reguladores estaduais, profissionais veterinários e defensores da indústria do cânhamo.

Benefícios

Atagi aponta os numerosos ensaios clínicos das sementes de cânhamo em ração animal por Land Grant Universities e outras instituições.

Todos os estudos que foram submetidos ao FDA e mostram o mesmo resultado, que não há transferência de canabinoides para a cadeia de suprimentos de alimentos do país de animais criados na farinha de sementes de cânhamo.

Esses resultados foram consistentes em várias espécies de animais, incluindo galinhas poedeiras, porcos e gado leiteiro.

Atagi também apontou que a Agência Antidrogas dos EUA disse no início deste ano que as sementes de cânhamo não são consideradas uma substância controlada.

“O cânhamo é uma alternativa ambientalmente responsável e cultivada internamente”, afirmou Atagi. 

“Considerando os custos mais altos associados à escassez mundial de grãos, um cultivo sustentável de cânhamo americano é uma fonte nutritiva de ração animal e pode reduzir o custo dos insumos agrícolas. Isso seria uma boa notícia não apenas para os agricultores, mas para os consumidores que agora lutam com os custos mais altos de leite, carne e ovos”, conclui.

Benzinga

Cannabis para pets

O uso animal da cannabis ainda vive em um limbo no Brasil, em que não é regulamentado e nem proibido. Até que se tenha uma nova legislação, os veterinários têm prescrevido colocando o seu registro em risco.

Caso queira saber mais sobre os produtos à base de cannabis, converse com os nossos especialistas

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas