• 24 de junho de 2022

Nimesulida: O que é, Benefícios, Efeitos, Vantagens e Desvantagens

 Nimesulida: O que é, Benefícios, Efeitos, Vantagens e Desvantagens

Você já ouviu falar da Nimesulida? Se a resposta for não, vamos aprender um pouco sobre esse anti-inflamatório.  Seus benefícios, efeitos, vantagens e desvantagens.

As dores de cabeça podem surgir por diversos motivos, o que além de ser um grande desconforto, prejudica o nosso dia a dia.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaléia, os números mostram que cerca de 70% da população do país sofre com esses problemas e que existem mais de 2 mil tipos diferentes de dores de cabeça, entre enxaquecas e cefaléias.

A notícia boa é que existem os anti-inflamatórios.Muitos ajudam a aliviar e em alguns casos, até acabam com as dores.

Entre os farmacêuticos e médicos a Nimesulida é conhecida como um AINE (Anti-Inflamatório Não Esteroidal), uma classe de medicamentos que possui as seguintes ações:

  • Antitérmica – controla a febre; 
  • Analgésica – controla dores leves a moderadas; 
  • Anti-inflamatória – combate a inflamação.

Pode ser comprado na farmácia, por preços que variam entre 14 a 28 reais.

Pode ser usado em quais ocasiões?

É importante lembrar que nenhum medicamento é 100% seguro. Por esse motivo, o ideal é que o uso desse remédio seja feito com os cuidados necessários, na dose certa e por tempo adequado.

A instrução é da OMS (Organização Mundial da Saúde). A Nimesulida deve ser usada somente para aliviar temporariamente os sintomas agudos, aos quais incluem: 

  • Dor articular; 
  • Inflamações como tendinite ou bursite; 
  • Dor de dente; 
  • Dor muscular;
  • Inflamação das vias superiores (pode ser opção para a sinusite e a dor de garganta);
  • Cólicas.

Vantagens e desvantagens do seu uso

De acordo com Marcos Machado, presidente do CRF-SP (Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo), esse medicamento não apresenta grandes vantagens quando comparado aos outros AINEs disponíveis no mercado. 

O diclofenaco e o ibuprofeno são exemplos disso.

“Trata-se de uma questão de escolha clínica. O médico poderá optar por ela quando precisar de uma ação mais contínua em casos de pacientes com dores agudas. Então ele avaliará a relação de risco benefício”, diz Machado ao site Uol.

Quanto às desvantagens, deve-se tomar cuidado com o uso abusivo, que pode levar à hepatotoxicidade (dano no fígado causado por substâncias químicas) e à nefrotoxicidade (efeito venenoso de algumas substâncias, tanto químicas tóxicas como medicamentos).

Efeitos e Contraindicações 

Entre os efeitos colaterais que esse medicamento manipulado pode apresentar  podemos citar:

  • Sonolência
  • Cansaço
  • Leves dores de estômago
  • Tontura e perda de apetite;

Pessoas que se encaixam em algumas das condições abaixo devem evitar o medicamento.

  • Pessoas com histórico de alergia a algum componente da fórmula; 
  • Indivíduos alérgicos a outros analgésicos (hipersensibilidade cruzada);
  • Pacientes com insuficiências (mau funcionamento) hepática, renal, cardíaca ou respiratória; 
  • Pessoas com problemas de coagulação;
  • Indivíduos com suspeita de dengue.

Uso da Nimesulida para crianças e idosos

A Nimesulida é contra indicada para crianças com menos de 12 anos, pois pode causar irritação gástrica e sangramento. 

Para idosos, as doses devem ser prescritas cuidadosamente pelo médico ou dentista, dados os riscos de toxicidade renal e hepática. 

Como esse grupo geralmente utiliza remédios de uso contínuo, é preciso estar atento também às interações medicamentosas. Em geral, o uso prolongado não é indicado.

Uso da Nimesulida na gravidez

No Brasil, este medicamento é vendido sob prescrição médica, mas apesar disso a automedicação é comum. 

Contudo, como até o momento não existem estudos que comprovem a segurança do uso do fármaco nesse grupo específico, o remédio deve ser evitado mulheres que estão grávidas ou tentando engravidar.

Somente um profissional da área da saúde pode avaliar os riscos e benefícios para o seu caso. 

Nimesulida x Ibuprofeno

A princípio os dois medicamentos têm ação anti-inflamatória, porém não são a mesma coisa.

A diferença é que o Ibuprofeno é mais seguro e bem tolerado da classe dos AINE, e pode ser usado entre as crianças acima de 2 anos e idosos, com orientação médica. Por isso que na maioria ele é indicado pelos pediatras. 

A  Nimesulida deve ser usada somente para aliviar temporariamente os sintomas agudos.

Diferente do Ibuprofeno, a Nimesulida pode ser usada somente por crianças com acima de 12 anos, pois pode causar irritação gástrica e sangramento. No caso dos idosos, as doses devem ser prescritas cuidadosamente pelo médico ou dentista, para evitar riscos de toxicidade renal e hepática. 

Dicas dos especialistas

Caso perceba a presença de um sintoma como dor de cabeça ou dor muscular, por exemplo, aproveite a sua ida  à farmácia para falar com o farmacêutico.

Assim, será possível saber se é o caso de usar este medicamento. 

Em casa, siga as seguinte orientações: 

  • Fique atento à validade do medicamento (24 meses); 
  • Considere que, após aberto, a validade é ainda menor;
  • Leia a bula ou as instruções de consumo; 
  • Evite esmagar ou cortar ao meio os comprimidos;  
  • Evite o uso prolongado do medicamento, especialmente se tiver gastrite ou úlcera. 
  • O tempo máximo de consumo é de, no máximo, 3 a 7 dias;
  • Compre a quantidade necessária para evitar sobras; 
  • Respeite o limite da dosagem diária indicada na bula; 
  • Guarde o remédio em um local longe da luz e da umidade; 
  • Mantenha-os longe das crianças;
  • Procure saber quais locais próximos da sua casa aceitam o descarte de remédios.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias