• 26 de junho de 2022

Marina Ruy Barbosa lança linha de roupas com tecidos de cânhamo

 Marina Ruy Barbosa lança linha de roupas com tecidos de cânhamo

A marca inteira é voltada a soluções mais ecológicas, desde as roupas até as embalagens.

A marca, lançada em setembro de 2020 é composta por bodies, regatas e camisetas. Com o nome de Ginger, as peças da loja são confeccionadas com fibras de cânhamo, uma derivação da cannabis sativa.

A planta é uma solução mais sustentável, uma vez que não prejudica o solo e as suas flores também podem ser aproveitadas para fazer remédios e até comestíveis.

A nova coleção da atriz possui 24 peças em várias cores, que permitem diferentes combinações entre si.

Inspirado nos anos 1980, as peças também tem uma pegada contemporânea.

Toda a marca é feita com materiais ecológicos, desde os tecidos, as embalagens e até os cabides. A marca possui até um certificado “eurocliclo”, que carrega nas suas etiquetas.

Ele significa que a marca possui um comprometimento ambiental e estimula a reciclagem.

O cânhamo tem ganhado popularidade nos últimos tempos e algumas empresas já têm trocado o velho algodão pela alternativa.

Como por exemplo a marca  Levi’s, que lançou uma coleção no meio do ano com tecidos derivados da planta.

Cânhamo e Maconha

O cânhamo é um pouco diferente da maconha. Para uma planta cannabis ser considerada cânhamo, ela deve ter no máximo, 0,3% de tetrahidrocanabinol (THC), componente que causa o famoso “barato”.

Ela se difere no formato também. Enquanto a maconha é mais baixa e tem folhas grandes, o cânhamo pode chegar a quatro metros de altura e tem folhas mais dispersas.

As fibras podem ser usadas na fabricação de centenas de materiais, desde a linha comidas a combustíveis ecológicos.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias