• 27 de junho de 2022

Mais uma condenação por posse de maconha na Rússia

 Mais uma condenação por posse de maconha na Rússia

Man holding handcuffs in front of marijuana leaves closeup. Illegal cannabis plantation and imprisonment abstract

Assim como ocorreu com a estrela do basquete Brittney Griner, outro viajante estrangeiro foi preso por posse de cannabis. Dessa vez, foi o ex-diplomata da embaixada dos Estados Unidos, Marc Fogel. 

O ex-diplomata da embaixada norte-americana Marc Fogel foi recentemente condenado a 14 anos de prisão por tráfico de maconha. Além de seu cargo na embaixada, Fogel trabalhava como professor de inglês na Escola Anglo-Americana em Moscou, Rússia. 

Beautiful illuminated famous Kremlin in Moscow at Twilight – Night. The official residence of the president of the Russian Federation. Moscow, Russia.

Em 15 de agosto de 2021, ele foi pego com 17 gramas de cannabis em sua bagagem no Aeroporto Internacional de Sheremetyevo. Ele tinha imunidade diplomática até maio de 2021. 

De acordo com uma recente decisão judicial de Moscou, “o cidadão norte-americano Fogel foi considerado culpado” por causa de “contrabando de drogas em larga escala, armazenamento ilegal de drogas em larga escala sem propósito comercial”. 

Para fins medicinais?

Fogel disse que um médico havia recomendado cannabis nos Estados Unidos para tratar uma dor que surgiu após uma cirurgia na coluna. 

“Ele insiste que era medicinal e afirma que um médico receitou, o que foi supostamente confirmado por um prontuário médico”, disse Alexander Kurudzhi, membro do comitê de direitos humanos de Moscou.

Além disso, Fogel argumentou que não sabia que o uso medicinal da cannabis era ilegal no país. 

Acusações

Uma agência de notícias russa chamada Interfax informou que Fogel foi declarado culpado das acusações: 

“Em 16 de junho de 2022, o Tribunal da Cidade de Khimki, da região de Moscou, considerou o cidadão norte-americano Marc Fogel de cometer crimes sob a Parte 3 do Artigo 229.1 (contrabando de drogas), Parte 2 do Artigo 228 (aquisição ilegal, posse, transporte, fabricação e processamento de entorpecentes) do Código Penal Russo, e o sentenciou a 14 anos de prisão a ser cumprido em uma prisão de segurança máxima”. 

Caso Brittney Griner

Essa decisão ocorreu na mesma jurisdição que está discutindo a detenção da atleta da WNBA, Brittney Griner, que foi presa por posse de cartuchos de um vape em fevereiro. 

Mais recentemente, LeBron James pediu apoio. “Precisamos nos unir e ajudar a fazer o que for possível para trazer Garner para casa de forma rápida e segura! Nossa voz como atletas é mais forte juntos”, disse o astro no Twitter. 

De acordo com o TMZ, o famoso boxeador Roy Jones Jr. (que tem dupla cidadania nos Estados Unidos e na Rússia) está ajudando na libertação de Brittney. No entanto, a cobertura mais recente informa que a detenção durará pelo menos até 7 de julho. 

 

 

 

  

 

 

Arthur Pomares

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por café, futebol e boa música. Axé.

Mais Notícias