• 25 de junho de 2022

Julian Marley e a morte de sua filha: o acesso à cannabis deveria ser mais fácil

 Julian Marley e a morte de sua filha: o acesso à cannabis deveria ser mais fácil

Veja bem, se bons medicamentos à base de cannabis e médicos bem treinados são difíceis de encontrar para um membro da família Marley nos Estados Unidos, o que resta para aqueles que não tem tantas condições?

Esta é uma pergunta que muitos estavam fazendo repetidas vezes para Julian Marley, um músico de reggae britânico jamaicano e filho de Bob Marley, enquanto tentava encontrar curas alternativas vinda da natureza para sua filha Caveri  de 11 anos.

Ela estava lutando contra o câncer na época, e tinha pouca ou nenhuma eficácia nos tratamentos tradicionais.

Infelizmente, a ajuda não chegou há tempo de salvar a sua filha. Os médicos descartaram as alternativas relacionadas a cannabis para o tratamento do câncer. A adversidade de alguns médicos se acumulou contra sua filha Caveri, da mesma maneira que aconteceu com o avô da menina, Bob Marley, quarenta anos atrás, de acordo com Julian.

“Muitas pessoas falsas e mentirosas entraram no jogo, tentando se promover”, revela o músico.

Se Julian e sua família tivessem a oportunidade de se conectar anteriormente com associações sérias, como a CannaKids, uma associação que tem como objetivo fornece óleo de cannabis medicinal não apenas para adultos, mas também para crianças em busca de um alívio para doenças graves, a história dessa família poderia ter sido completamente diferente.

Lições em meio ao sofrimento

Mesmo diante de um triste fim, as lições aprendidas com o processo ainda estão vivas dentro do artista e Julian quer compartilhá-las com todos neste planeta.

“Quero que as pessoas saibam que toda a cura de que precisamos vem da mãe terra”, declara ele. “ Minha música é especialmente voltada para a consciência social e as pessoas, para aproximar umas das outras.”

‘O conhecimento será revelado’

De acordo com Julian, “a verdade está escondida do mundo, mas o conhecimento será revelado, pois o conhecimento é a verdade. Estamos vivendo numa época em que o conhecimento está sendo revelado: a grama tem tudo o que precisamos”.

Ele acredita que o acesso à cannabis e outras ervas medicinais não deve ser apenas tão fácil quanto conseguir uma maçã em uma loja, mas a nossa sociedade também deve encorajar as pessoas a plantar e cultivar suas próprias plantas.

“É muito triste que cada casa, mesmo tendo um espaço e condições o suficiente para o cultivo, ainda assim não é  permitido as pessoas cultivarem suas próprias ervas e alimentos.”afirma ele.

“Tudo o que faço agora é trazer esse conhecimento à luz”, acrescenta Julian. “A necessidade pelo dinheiro nos mantiveram longe da verdade por muito tempo. A Indústria Farmacêutica não vai gostar, mas até agora não encontraram cura para tudo. E a erva é de graça. As pessoas têm que falar e lutar pelos seus direitos; Levante-se e lute! “

Em suas declarações ele continua afirmando que: “Podemos usar a música para defender todas essas coisas. É através dela que conseguimos falar do que temos dentro de nós. ”

No momento em que a equipe da CannaKids, conectou pela primeira vez com Julian e sua família, eles ficaram decepcionados ​​com sua história.

 “Meu coração se entristeceu imediatamente quando descobri sobre o tipo de câncer que sua filha tinha”, explica  Tracy Ryan, CEO da CannaKids. ”

Ryan ficou sem reação quando soube das dificuldades que a família Marley enfrentou em sua busca pelo tipo de produto a base de cannabis medicinal que a menina precisaria em seu estado natal, a Flórida.

“Se essa família passou por um período tão difícil, quantas outras famílias estão lutando desesperadamente para que seus parentes queridos tenham acesso?” Ele perguntou, assim como todos ao redor de Julian.

“Cada dia é uma batalha pela sobrevivência; isso é o que nosso pai (Bob Marley) sempre disse, ”Julian responde. “E a planta é a sobrevivência.”

É aqui que entra o CannaKids: “Através de muitos estudos e relatos reais, essa planta provou ser útil e é nosso direito humano poder acessá-la”, diz Ryan, lamentando não ter encontrado com Julian antes.

Os médicos antiquados vinham dando conselhos questionáveis ​​a Julian a respeito de Caveri e seu câncer. Ele também teve dificuldade em encontrar produtos de cannabis medicinal de alta qualidade na Flórida.

O queixo de Ryan caiu quando soube das dificuldades que a família Marley enfrentou em sua busca pelo “tipo de cannabis medicinal que sua filha precisaria” em seu estado natal, a Flórida.

“Se os Marleys passaram por um período tão difícil, quantas outras famílias estão lutando desesperadamente para que seus entes queridos tenham o mesmo acesso?” Ele perguntou, assim como todos ao redor de Julian. Foi simplesmente ultrajante.

“Cada dia é uma batalha pela sobrevivência; isso é o que nosso pai [Bob Marley] sempre disse, ”Julian responde. “E a planta é a sobrevivência.”

É aqui que entra o CannaKids: “Esta planta provou ser útil e é nosso direito humano poder acessá-la”, diz Ryan, lamentando não ter se conectado com Julian antes.

Os médicos céticos davam conselhos questionáveis ​​a Julian a respeito de sua filha e seu câncer. Outra dificuldade era encontrar produtos de cannabis medicinal de alta qualidade na Flórida.

Ryan explica que sua equipe está trabalhando na investigação de 16 pacientes, incluindo sua própria filha, que tem um tumor cerebral de baixo grau. “Eu vi de perto o impacto que a cannabis pode ter nas células cancerosas e no sistema imunológico”, diz ele.

Por esse motivo, a equipe está atualmente concentrando seus esforços em “corrigir o problema que causa o câncer para que o sistema imunológico natural de nosso corpo possa erradicar a doença por conta própria. É hora de acabar com o sofrimento ”.

“Muitas pessoa boas estão sofrendo. Mas se trabalharmos em conjuntos, podemos ir em frente e progredir. Acredito que a unidade é o melhor, o único caminho. Unidade é uma conexão espiritual. Somos todos inteligentes, mas se não trabalharmos juntos, não somos tão espertos e úteis”, conclui Julian.

O círculo da vida

Caveri deixou esta terra muito cedo. No entanto, ele deixou um maravilhoso presente quando saiu.

“Antes da morte dessa linda e corajosa garota, podemos coletar dados sobre seu tumor e seu microambiente”, explica Ryan.

“Desde então, começamos estudos em modelos animais, com o tecido tumoral da minha filha em um conjunto e glioblastoma nos outros. É meu objetivo e dos profissionais envolvidos trazer medicamentos mais eficazes e não tóxicos para o mercado infantil e adultos.”

A condição de Caveri começou a piorar bem na época em que Julian lançou seu tão esperado álbum “AS I AM”.

O pai por amar tanto a filha cancelou todas as turnês, interrompendo sua carreira musical para cuidar da condição de sua pequenina.

Após esta longa e dolorosa jornada, Julian assumiu a trágica perda de seu pai e de sua filha, e encontrou forças para fazer deles algo, criando música para honrar suas raízes reggae.

Atualmente, o músico está avançando com sua música e fez da turnê de seu álbum uma plataforma para espalhar sua mensagem sobre justiça social. Seguindo os passos de seu pai, o grande Bob Marley, para divulgar a reforma da justiça criminal e social, bem como facilitar o acesso a tratamentos médicos baseados em cannabis.

O artista é indicado ao Grammy Awards 2020 de melhor álbum de reggae e, como seu lendário pai, continua lutando por justiça para sua filha Caveri e para o mundo, através de sua música.

Referências

  • aweederia

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias