• 16 de agosto de 2022

Frente parlamentar de cannabis de SP debate cânhamo industrial

 Frente parlamentar de cannabis de SP debate cânhamo industrial

Especialistas debatem, na próxima terça (05), as potencialidades do cânhamo industrial, setor em crescimento em vários países, as principais dificuldades e entraves enfrentados pelo setor no Brasil

A Frente Parlamentar em Defesa da Cannabis Medicinal recebe especialistas, na próxima terça (05), em sua sétima audiência pública, para discutir as potencialidades do cânhamo industrial e os principais obstáculos dessa indústria no Brasil. 

O cultivo do cânhamo, uma subespécie da Cannabis Sativa, tem aumentado consideravelmente e legalmente em diversos países por seus benefícios agrícolas, econômicos, sociais e sustentáveis.

A partir da planta, pode-se produzir artigos para as mais diversas indústrias, como a automotiva, de cuidado animal, de insumos agrícolas, mobiliário, têxtil, alimentação, de insumos farmacêuticos e cuidados pessoais. 

Produção de cânhamo pelo mundo

Atualmente, a maior produção de cânhamo no mundo é da China. Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha e Colômbia já cultivam cânhamo em seus territórios, sendo importantes players do mercado.

No Brasil não há regulamentação para o cultivo e uso, apenas possibilidade de importar insumos, graças a brechas legislativas. À espera da regulamentação, hoje empreendedores têm saído do país para conseguir produzir no setor ou engavetado projetos.

Com isso o país perde investimento, renda e empregos. Os debatedores trarão a experiência prática das aplicações do cânhamo, além de situar o debate sobre o tema e propor soluções para os entraves colocados.

Participam do painel Cânhamo Industrial:

Bárbara Hedler – Engenheira química e Mestra em Gerenciamento Internacional pela Universidade de Liverpool, é Co-CEO e membro do Conselho de Administração da Maeté, uma empresa genuinamente brasileira, pioneira no uso industrial e medicinal da cannabis. 

Camila Salles – Empreendedora e geóloga. Mestranda em geoconservação e turismo sustentável, se mudou para o Uruguai em 2018, onde trabalha na gestão de uma empresa produtora de cânhamo industrial e atua nas frentes de pesquisa e desenvolvimento sustentável da CBeDifferent, startup de cosméticos naturais da qual é co-fundadora.

Poliana Rodrigues – É fundadora e CEO da FloYou, a primeira marca de calcinhas absorventes de cânhamo do país. Especialista em comunicação, branding e tendências de mercado, tem uma vasta pesquisa em aplicações práticas da cannabis em nosso cotidiano. Atualmente desenvolve produtos e iniciativas com foco em cânhamo têxtil no grupo Maeté.

Rafael Arcuri – Advogado, Diretor Executivo da Associação Nacional do Cânhamo Industrial (ANC), especialista em direito regulatório, mestre e doutorando em direito e políticas públicas e membro da Comissão de Assuntos Regulatórios da OAB-DF.

Túlio Rodrigues – Fundador da The Blue Hemp- Canadá, empresa de P&D em A&B inovadores com os insumos que trazem as propriedades da cannabis. Empresário do setor de alimentos e bebidas, setor que atua há 27 anos, com experiência em diretorias de empresas como Ambev, Blue Hops, Warner, Motorola no Brasil, EUA e Europa.

Frente Parlamentar – Primeira Frente criada no país, é formada por 21 deputados de doze partidos e coordenada pelo deputado Sérgio Victor (Novo). Objetivo do grupo suprapartidário é ampliar a discussão, o aprimoramento da legislação e de políticas públicas para o estado referentes à regulamentação da cannabis e do cânhamo, combater o preconceito e democratizar o uso de medicamentos à base de cannabis por meio do SUS.  Bruno Pegoraro, do Instituto de Pesquisas Sociais e Econômicas da Cannabis – Ipsec, é o secretário executivo da Frente.

Inscrições pelo link

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias