• 24 de junho de 2022

Curso EAD sobre cannabis é o mais procurado na área de saúde da USP

 Curso EAD sobre cannabis é o mais procurado na área de saúde da USP

Com apenas seis meses de existência, a formação já é a mais acessada da universidade no ensino a distância. Em março, a página do curso atingiu 11 mil visitantes. 

 

De 2020 para cá, devido ao isolamento social causado pela COVID-19, o mundo teve que criar adaptações para as mais comuns situações do dia a dia. Contudo,  algumas delas, mesmo com a flexibilização da pandemia, devem permanecer. 

Esse é o caso do ensino a distância, que apesar de existir há algum tempo, foi potencializado nesse cenário. 

O espaço que o EAD ganhou nas instituições de ensino vem possibilitando o crescimento de cursos voltados para mercados inovadores. 

Na Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, mesmo com apenas seis meses de criação, o curso sobre Medicina Canabinoide já é o mais procurado dentro deste formato, com cerca de 11 mil acessos. 

Sobre a formação 

O curso é voltado para médicos e profissionais da área odontológica, totalmente a distância e com 15 horas de carga horária.  

Ele aborda as propriedades medicinais presentes na cannabis, explicando as características terapêuticas e relaxantes dos compostos da planta. 

Além disso, também trata das interações feitas da erva com o corpo humano, inclusive, com aulas específicas sobre o Sistema Endocanabinoide, um dos grandes responsáveis por essa ligação. 

O objetivo principal é educar os alunos sobre os produtos canábicos, quais são as suas finalidades, como prescrever e qual a posologia ideal para cada situação. 

Outras universidades 

Além da USP, outras instituições também incluíram a cannabis nas suas grades de ensino. 

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) oferece um curso destinado a todos os públicos e costuma certificar um grande número de pessoas. Somente em janeiro deste ano, 6 mil vagas foram anunciadas para o público. 

Em outros estados, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por exemplo, é mais uma a iniciar ensinos sobre a erva. Nela, é possível realizar um curso para entender o uso medicinal da cannabis. 

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) apresenta uma proposta diferente. Em sua grade de matérias, os alunos de biomedicina, farmácia e medicina já tem aulas especializadas na cannabis. 

Fora das faculdades 

Existem outras formas de aprender sobre as mais diversas propriedades da cannabis. 

A Dr.Cannabis, que recentemente se juntou ao grupo Cannect, anunciou a realização da segunda edição do curso “Cannabis medicinal do Zero”, voltado para profissionais da saúde que desejam prescrever. 

A iniciativa é 100% online e conta com a mentoria da Dr. Ana Gabriela Hounie, referência em receitas de canabinoides no Brasil. 

São 15 horas de carga horária distribuídas em aulas gravadas, além de três encontros por live para discutir os estudos de caso. 

Gustavo Lentini

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por futebol e pela comunicação.

Mais Notícias