• 28 de junho de 2022

Costa Rica avança com reforma para o uso medicinal da cannabis

 Costa Rica avança com reforma para o uso medicinal da cannabis

Photo taken in Delicias, Costa Rica

O país legalizou o uso medicinal e estabeleceu a estrutura para toda a indústria. O uso adulto segue proibido (pelo menos por enquanto).

costa rica

A Costa Rica finalmente conseguiu. Na quarta-feira (02), o projeto de lei para o uso medicinal da cannabis, que havia sido aprovado no dia anterior, foi assinado pelo presidente do país, Carlos Alvarado. 

A proposta estava arquivada desde que Alvarado o vetou no início do ano, argumentando que os limites precisavam ser colocados no cultivo e consumo individual. 

Os legisladores enviaram de volta para ele com algumas mudanças, solicitadas esta semana. 

Uso recreativo

Os defensores elogiaram a legislação, dizendo que ela dará o impulso necessário ao setor do país. Sem falar no mercado de trabalho, que aumentará muito. 

Alvarado finalmente admitiu,  nos últimos dias de seu governo, que a reforma era inevitável. 

Os dois candidatos que esperam substituí-lo, José Maria Figueres e Rodrigo Chavez, dizem publicamente serem a favor da reforma para o uso adulto. 

Eles se enfrentam no próximo mês em um segundo turno. Parece que mais progressos no cenário canábico serão feitos no país, independente de quem vencer as eleições. 

Evolução nas Américas 

Dado o que está acontecendo na região, não há nenhuma surpresa real aqui. 

Países vizinhos como Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru avançaram nesse caminho, mesmo que a transição para a reforma recreativa possa não acontecer tão rapidamente.

O Equador vem avançando pouco a pouco. Já o Brasil, segue oscilando. 

No entanto, apenas o Uruguai, de todos os países da região, implementou uma reforma recreativa completa – tornando-se, de fato, o primeiro país do mundo a fazê-la —, embora o México esteja agora perto de se tornar o segundo país da região a seguir o exemplo.

Dadas as declarações dos candidatos que agora disputam a presidência do país, pode ser que a Costa Rica se torne o segundo (ou terceiro) país da América Central ou do Sul a legalizar integralmente o mercado, bem como sua produção e consumo. Isso, se o México não legalizar antes.

 

Arthur Pomares

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por café, futebol e boa música. Axé.

Mais Notícias