• 7 de dezembro de 2021

Centro internacional de pesquisa de cannabis para fins medicinais é criado na Tailândia

 Centro internacional de pesquisa de cannabis para fins medicinais é criado na Tailândia

O ministério da saúde pública da Tailândia fez parceria com uma empresa privada tailandesa de pesquisa de cannabis para criar o Centro Internacional de Pesquisa de Cannabis Médica, o último passo do país para fortalecer sua posição como produtor de cannabis medicinal.

No dia 10 de novembro, o  ministério assinou um memorando de entendimento com a RxLeaf World Médica, com o intuito de estabelecer o centro de pesquisa médica que reunirá especialistas internacionais para conduzir pesquisa e desenvolvimento de produtos e fornecer conhecimento de maconha medicinal para parceiros tailandeses.

Para se recuperar do prejuízo econômico da pandemia de Covid-19, o chefe do ministério da saúde da Tailândia apontou para o potencial das receitas da cannabis medicinal, e o centro de pesquisa é um dos catalisadores que poderia apoiar a recuperação.

Na última segunda-feira (22/11), a Amara Asia Company Limited, RxLeaf World Médica, observou que o mercado de cannabis projetado na Ásia é estimado em cerca de 12,5 bilhões de dólares em 2024.

“Contudo, esta é uma tremenda oportunidade para o país, já que a Tailândia tem pessoal e capacidade física e potencial para aceitar este desafio”, diz a declaração.

De acordo com a declaração, a criação de um centro de turismo médico e de bem-estar pode atrair aqueles que preferem a medicina integrativa e produtos à base de plantas, como aqueles desenvolvidos a partir de ervas para pacientes com câncer ou convulsões, bem como cosméticos e suplementos dietéticos. 

Além disso, esses produtos poderão agregar valor ao mercado de alimentos e bebidas e permitirão que agricultores e empresários cultivem e desenvolvam produtos sustentáveis ​.

O Ministro da Saúde Pública, Anutin Charnvirakul, disse que o objetivo da Tailândia é se tornar um local de produção e desenvolvimento de “classe mundial”.

“No ano de 2022, o Ministério da Saúde Pública também enfatiza a política de promoção do desenvolvimento de ervas, cannabis, cânhamo, kratom e sabedoria tailandesa”, disse ele no início deste mês.

“O departamento de medicina desempenha um papel importante no desenvolvimento de plantas de cannabis medicinal para criar empregos, carreiras, renda e os pacientes têm acesso à maconha medicinal como um tratamento alternativo. Isso ajudará os pacientes a ter uma melhor qualidade de vida. ” acrescentou o ministro.

 

A Tailândia depende de pesquisas domésticas para mudar suas leis, o que, segundo seus defensores , contribui para um cronograma mais longo para a reforma da maconha. Mas o centro pode ajudar a acelerar o processo.

De acordo com o ministro, além da pesquisa sobre a cannabis, o centro atuará como uma troca de conhecimento entre instituições médicas em outros países, como Canadá, Holanda e Japão.

O período de cooperação é de três anos e serão assinados caso a caso para determinar a proporção de contribuintes para os direitos de propriedade intelectual.

Charnvirakul disse que a cannabis na Tailândia logo se tornará uma cultura comercial e prometeu mais acesso à cannabis.

Referências

  • Muggledead
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias