• 28 de junho de 2022

Cannabis em pets: Médico propõe ideia legislativa para o uso 

 Cannabis em pets: Médico propõe ideia legislativa para o uso 

A cannabis é eficaz para a saúde dos bichos da mesma forma que é para as pessoas. No entanto, não há legislações e nada que regule os fitofármacos

Apesar de não ter uma lei que proíba ou autorize a planta, veterinários de todos os estados do país já estão indicando a cannabis para os pets, e têm funcionado. A cannabis já se fez eficaz em câncer, inflamações, epilepsia e dores crônicas.  

Isso acontece porque o Sistema Endocanabinóide está presente em todos os mamíferos. Como nas pessoas, ele ajuda a equilibrar a homeostase, ou seja, a regular várias funções do organismo.

A planta facilmente interage com este sistema por causa dos canabinóides, substâncias que podem agir como auxílio no nosso organismo e também dos animais de estimação.

O MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária) não tem nenhuma recomendação sobre dar ou não a cannabis para os cães, além de não existir nenhuma legislação ou questão jurídica sobre o assunto.

Há casos de denúncias e prisões de pessoas que deram cannabis para os animais de estimação, mas o motivo da detenção geralmente é sobre porte ou plantio ilegal de drogas, nada relacionado especificamente aos animais.

Para o Conselho Federal de Medicina Veterinária, por não existir medicamentos e produtos para pets aqui no Brasil, permitir ou não a importação, é responsabilidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (anvisa).

Ativismo para os pets

Por isso, os donos dos pets tentam obter os produtos através de associações. Pensando nisso, uma ONG especializada em pets foi criada na Paraíba, da mesma associação Abrace. No entanto, a entidade é recente e a única do país.

O professor e médico Erik Amazonas, que está coordenando um estudo sobre a cannabis para o tratamento de doenças mentais pela sobrecarga de profissionais da saúde no enfrentamento da COVID-19, entrou com uma Ideia Legislativa no Site do Senado Federal, propondo a liberdade do uso da cannabis para fins terapêuticos nos animais de estimação.

As propostas precisam de 20 mil apoios em um período de quatro meses para continuar. Se aprovada, a ideia pode virar sugestão legislativa que terá que ser debatida pelos senadores.

Até agora, foram um pouco mais de três mil  e quinhentos apoios. Uma quantidade bem pequena, se comparado ao do prazo que vai até o dia 10 de outubro.

 Para apoiar, é preciso criar uma conta no site do Senado que pode ser vinculada ao Facebook ou Google. Clique aqui para votar.

 

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias