• 8 de maio de 2021

Cannabis ajuda idosos com pressão arterial acima do normal, revela estudo 

 Cannabis ajuda idosos com pressão arterial acima do normal, revela estudo 

Com tantos benefícios vindos do uso da cannabis, será que existem outros além do que já conhecemos? Será que os idosos também podem se beneficiar dessa incrível planta? Vamos descobrir. 

Uma nova descoberta realizada por pesquisadores da Universidade de Ben-Gurion do Negev (BGU) e seu afiliado Soroka University Medical Center mostra que a cannabis medicinal pode reduzir a pressão arterial em adultos mais velhos.

O estudo, publicado no European Journal of Internal Medicine, é o primeiro de seu tipo a se concentrar no efeito da cannabis na pressão arterial, frequência cardíaca e parâmetros metabólicos em adultos com 60 anos ou mais com hipertensão. 

“Os idosos são o grupo de usuários de cannabis medicinal, com crescimento  mais rápido, mas as evidências sobre a segurança cardiovascular para essa população são escassas. Este estudo é parte do nosso esforço contínuo para fornecer pesquisas clínicas sobre os reais efeitos fisiológicos da cannabis ao longo do tempo.“  disse o Dr. Ran Abuhasira, BGU Faculdade de Ciências da Saúde e BGU-Soroka Cannabis Clinical Research Institute. 

Mas o que é pressão arterial?

A pressão arterial é a pressão exercida pelo sangue dentro dos vasos sanguíneos, com a força que vem dos batimentos cardíacos.

Quanto mais sangue for bombeado do coração por minuto, maior será esse valor, que tem dois números: um máximo (sistólico) e um mínimo (diastólico).

 O primeiro se refere à força de bombeamento do coração e o segundo, à pressão dos vasos sanguíneos periféricos (braços, pernas e abdômen).

Essa pressão não é fixa e pode variar, dependendo do estado da pessoa no momento.

Até então, o limite de pressão sistólica entre os norte-americanos variava de 130 mmHg,  enquanto a pressão diastólica estava definida entre 80 mmHg – mesma marca utilizada em território brasileiro.

Como o estudo foi feito?

Os pacientes foram avaliados durante 24 horas por meio de monitoramento ambulatorial da pressão arterial, exames de sangue e medições corporais. Isso antes e três meses depois da terapia com cannabis. 

No estudo, os pesquisadores descobriram uma redução significativa nos valores da pressão arterial sistólica e diastólica em 24 horas, com o ponto mais baixo ocorrendo 3 horas depois de ingerir a cannabis oralmente, por extração de óleo ou fumo. 

Os pacientes apresentaram redução da pressão arterial durante o dia e a noite, com alterações mais significativas à noite.

Os pesquisadores do BGU tem como teoria que o alívio da dor, a indicação da cannabis prescrita na maioria dos pacientes, também pode ter contribuído para a redução da pressão arterial. 

“A pesquisa da cannabis está em seus estágios iniciais e a  BGU está na vanguarda de avaliação do uso clínico com base em estudos científicos“, disse Doug Seserman, chefe executivo da American Associates, Universidade Ben-Gurion University de Negev.

“Este novo estudo é um dos vários que foram publicados recentemente pela BGU sobre os benefícios da cannabis medicinal.“ acrescentou Seserman. 

Referências

  • News Medical Net
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias