• 17 de agosto de 2022

Brasil poderia faturar R$5 bilhões com a legalização da cannabis, segundo estudo

 Brasil poderia faturar R$5 bilhões com a legalização da cannabis, segundo estudo

O tributo sobre a legalização não afetaria apenas os cofres públicos, mas também a fiscalização e qualidade do produto, gastos carcerários e geraria mais empregos.

O mundo está vivendo uma onda de legalização da cannabis. Seja ela no aspecto medicinal, recreativo e até de cultivo.

A tendência chegou até a países mais conservadores, como Líbano e o Paquistão, que recentemente aprovaram o plantio de cannabis.

Os Estados Unidos e o Canadá, são os países que mais lucram com o mercado. Segundo uma pesquisa do Arcview Market Research, os EUA faturam uma média de US$150 bilhões por ano. Isso contando apenas com a cannabis medicinal.

O Canadá, por exemplo, chegou a uma receita anual de 181 bilhões, mesmo com a pandemia.

Ao invés de diminuir o faturamento, a crise de Coronavírus aumentou a demanda nos dois países da América do Norte.

A américa Latina também não fica de fora. O Uruguai por exemplo, primeiro país a regularizar a cannabis, é um dos maiores exportadores do mundo.

Estimativa brasileira

Ao contrário do que muitos pensam, a cannabis medicinal é legalizada no Brasil. No entanto, ela segue uma série de restrições. Além disso, o valor dos remédios tornam a cannabis inacessível para a maioria dos brasileiros.

Sem contar que a proibição recreativa também não impede o narcotráfico. A maconha é a droga mais usada no planeta, e no Brasil não seria diferente. Ela é a número um na lista de crimes neste segmento aqui também.

Foi pensando na quantidade de imposto que o narcotráfico deixa de contribuir para o governo, que o brasileiro e advogado Luís Gustavo Delgado resolveu fazer um estudo sobre o impacto econômico tributário da cannabis no Brasil.

O pesquisador estima que o mercado brasileiro seja de R$5,7 bilhões. Sem contar com o mercado terapêutico ou de produtos derivados da planta, como cosméticos, comidas e bebidas.

Leia também: As consequências penais do uso medicinal de cannabis virou tema de TCC com nota máxima

Segundo o estudo, as despesas com o combate às drogas foram de R$4,8 bilhões, quase o valor que poderia ser arrecadado com uma possível legalização apenas da maconha.

Como a maconha é a planta mais apreendida, o valor gasto com prisão de traficantes – hoje somando R$ 997,3 milhões -, também diminuiria.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias