• 28 de junho de 2022

Bebidas com infusão de THC podem ganhar mais espaço nos cardápios futuros

 Bebidas com infusão de THC podem ganhar mais espaço nos cardápios futuros

Embora as bebidas infundidas atualmente representam apenas uma pequena parte do mercado global de cannabis, algumas das maiores empresas do setor estão planejando  incentivar os consumidores a trocar os métodos tradicionais.

De acordo com o site Político.com, as empresas americanas de cannabis estão procurando entrar na indústria de bebidas, introduzindo produtos de qualidade com infusão de THC que tem algumas vantagens sobre as bebidas alcoólicas tradicionais. 

Por exemplo, as bebidas de cannabis podem conter menos calorias e representam um risco significamente menor de causar uma ressaca. 

Além disso, para os consumidores que não gostam de fumar cannabis mas ainda procuram os resultados e a experiência, as bebidas com infusão  podem ser uma alternativa eficaz.  

David Culver, vice-presidente de relações governamentais da Canopy Growth Corp, disse:

‘’Esse é um produto que fará com que os consumidores se sintam muito confortáveis consumindo.’’

E acrescentou: ‘’Se eles não querem fumar ou não querem vaporizar, consumir como bebida é algo que eles podem fazer livremente.’’


Aumento na demanda

De acordo com o site Político, a demanda por bebidas de cannabis está crescendo rapidamente.

As projeções mostram que as vendas anuais dos produtos nos Estados Unidos devem chegar a 421 milhões de dólares este ano.

Alguns prevêem que as vendas podem chegar a 1 milhão de dólares em 2025. 

Esse é um número enorme, apesar de o ‘’setor de bebidas’’ representar apenas cerca de 2% do mercado global de cannabis.

Contudo, vender bebidas com infusão de THC pode ser complicado, legalmente falando. Existem alguns obstáculos que é preciso superar antes que um produto possa ser vendido nas prateleiras.

Os preços são altos e armazenar os produtos de forma eficaz pode custar uma fortuna.

Tracey Manson, o CEO da House of Saka, que vende vinhos de cannabis desde 2019 na Califórnia, disse ao site Político:

“Eu adoraria estar na prateleira ao lado de Robert Mondavi e outros vinhos proeminentes.Eu vejo isso acontecendo em um futuro muito próximo? Não. Mas eu vejo os pontos de venda de cannabis mudando drasticamente e se tornando mais amigáveis às bebidas.’’

Alguns estados onde o sistema legal apoia as empresas de cannabis estão em melhores situações.

Pedro Fonseca, por exemplo, que é o diretor do varejo de dispensário da Califórnia, disse que vender cannabis se tornou uma parte essencial dos seus negócios.

Referências 

  • Canex

 

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias