• 26 de outubro de 2021

Após legalização no estado de Richmond, punições relacionadas a maconha caem 90% nos Estados Unidos 

 Após legalização no estado de Richmond, punições relacionadas a maconha caem 90% nos Estados Unidos 

Punições aplicadas por causa da maconha caíram consideravelmente no estado desde que a lei de legalização do estado entrou em vigor em 1º de julho.

Desde a metade do ano,  houve apenas 25 prisões em Richmond e nos condados de Chesterfield, Hanover e Henrico. Durante o mesmo período de sete semanas no ano passado, foram 257 prisões relacionadas à maconha.

Jenn Michelle Pedini, diretora de desenvolvimento da Organização Nacional para a Reforma das Leis da Maconha (NORML) e diretora executiva do capítulo estadual, disse ao portal de notícias Times-Dispatch que a redução nas prisões “indica que a política pública está funcionando como pretendido e em uma maneira que é consistente com as observações pós-legalização de outros estados. ”

Grande parte das prisões (10) foram acusações de simples porte por menores de 21 anos, para os quais ainda é ilegal possuir qualquer quantidade de cannabis de acordo com a lei aprovada pelo Legislativo. 

Ainda assim as acusações de posse de menores são uma violação civil.

O chefe de polícia de Chesterfield, Jeffrey Katz, disse ao portal de notícias que seu departamento “não se esquivou de fazer cumprir as leis que estão nos livros”.

Questionamentos diante das medidas tomadas pela polícia

Katz descreveu o processo dos legisladores na legalização da cannabis no estado como uma “política pública deficiente”.

“Não há mercado público para alguém comprar o que tornou legal, e isso significa que para que alguém possua maconha, ele mesmo deve cultivar a erva ou comprar de um traficante de rua”, disse ele no relatório.

O xerife de Hanover, David Hines, disse em um comunicado que “se uma violação for observada, as acusações apropriadas serão feitas”; no entanto, Hanover não registrou uma única prisão por maconha de 1º de julho a 20 de agosto.

Muitos esperam que as vendas de cannabis se iniciem na Virgínia no ano de 2024.

Apesar de muitos questionamentos, é comum que isso ocorra no início da legalização da maconha em estados que antes aplicavam diversas punições.

A transição e aceitação das leis causa alguns desconfortos até que todos entrem em sintonia com as novas decisões.

Referências

  • Ganjapreneur
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias