• 16 de agosto de 2022

Anitta pede ajuda do Lula para legalizar a maconha

 Anitta pede ajuda do Lula para legalizar a maconha

Foto: Reprodução

Após as várias repercussões de Anitta sobre o seu posicionamento político, mais uma fala virou notícia e deu o que falar nas redes sociais

Durante uma live com o rapper Filipe Ret na última terça-feira(12), entre vários assuntos abordados, Anitta falou sobre a legalização da maconha no Brasil, e ainda pediu apoio ao ex-presidente Lula para isso.

A funkeira já tinha falado publicamente sobre maconha e voltou a mencionar o tema na live com o rapper no Instagram, que também é consumidor. 

Já ouviu falar sobre o turismo da maconha? Confira o que é e como ele funciona

Apoio do Lula

Anitta aproveitou para citar Lula, pois já tinha declarado publicamente o seu voto ao ex-presidente, que vai disputar a presidência no final do ano. O que gerou bastante repercussão.

“Será que o Lula apoia isso? Apoia a legalização para nós. Estou te dando o maior apoio”, disse. Ela também citou Ret, que é defensor da legalização. “Nunca vi Ret vendendo droga para ninguém. Ele fuma maconha. De vez em quando, ele faz as coisas dele, que não são contra a lei. Está tudo certo”, ressaltou.

Anitta ainda defendeu uma indústria regulamentada no país, que possa gerar empregos e impostos para os cofres brasileiros. “Proibir as drogas não faz com que as pessoas parem de usar”, afirmou a artista.

Foto: Reprodução

Relatório da ONU destaca um aumento do consumo de cannabis

Países legalizados

Economia que pode fazer a diferença.

Atualmente os Estados Unidos possui a maior economia canábica do mundo. Segundo a revista Forbes, mesmo sem uma lei federal, esse comércio já movimentou mais de US$17 bilhões (R$80 bilhões na cotação atual). 

Os números apresentados são significativos. Em 2021, dos US$25 bilhões (R$118 bilhões) faturados pelo mercado legal da erva no território, US$4,5 bilhões vieram dos turistas, que ainda gastaram US$12,6 bilhões em setores adicionais, relacionados à alimentação, ao lazer e a impostos para o governo. 

Na tentativa de acabar com o mercado ilegal, a Alemanha também embarcou no novo segmento e é pretenciosa. Ela  pretende estabelecer o maior mercado de cannabis do mundo. 

De acordo com o Instituto de Economia da Universidade de Düsseldorf, a expectativa é a de que a Alemanha arrecade cerca de  4,7 bilhões de euros (R$2,4 trilhões) por ano em impostos.

“A cannabis é muito mais do que um beck” diz Bruno Peloy, personal Mahamudra

E o Brasil?

Embora a posse para uso pessoal não seja crime, a venda para o uso adulto ainda é ilegal, com pena para de até 15 anos de prisão. 

Mas o uso medicinal é regulamentado por algumas resoluções da Anvisa, que permitem a comercialização nas farmácias e importação de outros países. 

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar em todo o processo. Clique aqui.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias