• 27 de junho de 2022

A cannabis pode melhorar quadros de ansiedade e depressão, relata novo estudo

 A cannabis pode melhorar quadros de ansiedade e depressão, relata novo estudo

Uma recente pesquisa mostrou que a cannabis pode ser útil para tratar pessoas com ansiedade e depressão a longo prazo. 

 

Um estudo realizado por pesquisadores canadenses constatou melhoras em pessoas que sofrem de ansiedade e depressão após fazer o uso medicinal da cannabis. 

O experimento envolveu 7.362 adultos, entre homens e mulheres, todos através do banco de dados fornecido pela Harvest Medicine, uma rede clínica responsável por diversos tratamentos canábicos no Canadá. 

Devido a falta de evidências confiáveis para assegurar o tratamento para a ansiedade com a erva medicinal, os pesquisadores optaram pela realização de um estudo retrospectivo. 

A pesquisa será publicada na Psychiatry Research, um jornal acadêmico do ramo da psiquiatria, na edição de julho. 

Resultados do estudo 

Dos pacientes acompanhados pelo experimento, cerca de 43,9% relataram que a ansiedade era a principal causa da realização do seu tratamento canábico, enquanto outros 25,9% colocaram a depressão. 

Em relação aos quadros de ansiedade, algumas melhoras ocorreram de 1 a 3 meses após começar a usar medicinalmente a planta, já outras apenas dois anos depois de iniciar o tratamento. 

Entre as pessoas com depressão, as quedas mais notáveis aconteceram nos primeiros três meses do processo. 

Cannabis como tratamento

A cannabis, devido às suas propriedades medicinais, pode ser usada para tratar várias doenças e distúrbios, incluindo a ansiedade e a depressão. 

Apesar de não ter conclusões, já existem estudos que evidenciam a eficácia deste tipo de tratamento para essas causas. 

Para a ansiedade, por exemplo, o principal entrave é em relação à dosagem ingerida por um usuário. 

Feito com recomendação médica, o uso da cannabis pode ajudar a tratar a ansiedade. Entretanto, se for consumido em excesso, os compostos da planta tendem a piorar a situação. 

Nos casos de depressão, a erva também pode ser usada como tratamento, devido a sua atuação também como antidepressivo. Em relação aos remédios, o principal ponto positivo, além de também ser eficiente, é a quantidade bem menor de efeitos colaterais. 

Gustavo Lentini

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por futebol e pela comunicação.

Mais Notícias