• 21 de junho de 2021

Reino Unido usa o cânhamo para ajudar na recuperação ambiental

 Reino Unido usa o cânhamo para ajudar na recuperação ambiental

Você sabia que o cânhamo pode ir além do universo canábico, podendo ajudar em projetos feitos por países específicos? O Reino Unido já está percebendo isso e começando a se beneficiar. Vamos entender melhor como isso é possível.

Nos últimos anos, o meio ambiente e o impacto da sociedade moderna sobre ele têm sido constantemente manchete nas plataformas. 

Conforme ocrescimento no número de desastres naturais, desde florestas incontroláveis e incêndios florestais até inundações ao redor do mundo, a necessidade de uma mudança nunca foi tão clara. 

Atualmente, a pandemia mundial do coronavírus adicionou um novo ângulo no meio dessa conversa.

A declaração da economia do Reino Unido trouxe consigo o período mais longo desde a Revolução da Indústrial em que nenhum carvão foi queimado.

A ideia de uma “recuperação verde” da pandemia do Covid-19 ganhou destaque após o anúncio do governo do Reino Unido no verão e subsídios para patrocinar a energia verde.

Mas seria possível o cânhamo ajudar a tão esperada “Race to Zero” do Reino Unido e para a recuperação ambiental do Reino Unido?

Credenciais verde do cânhamo

  • Grande consumidor de CO2 – o cânhamo sabe ser um sequestrador de carbono eficiente. A colheita absorve mais CO2 do ar do que as árvores, com uma estimativa de 1,63 toneladas de carbono retidas por cada tonelada de cânhamo;

  • Pode ajudar a melhorar a qualidade do solo  –  o cânhamo é uma planta muito resistente que pode ser cultivada mesmo em solos de baixa qualidade. Na verdade, as raízes até ajudam a remover os metais e produtos químicos tóxicos do solo. O cânhamo foi usado até mesmo para ajudar a limpar o vazamento nuclear de Chernobyl;

  • Pode ser usado para fazer produtos recicláveis  e biodegradáveis –  O papel feito de fibra de cânhamo pode ser reciclado mais de duas vezes, um número maior que o papel de polpa de madeira. O cânhamo também pode ser usado para fazer plásticos biodegradáveis.


Expandindo a indústria de cânhamo no Reino Unido

Apesar da legislação do Reino Unido permitir o cultivo do cânhamo (com a licença), muitos dos agricultores consideram a cultura financeiramente inviável.

Isso se deve em grande parte às restrições que proíbem os agricultores de processar a safra para CBD

Após uma longa história de cultivo de cânhamo no Reino Unido, estima-se que haja menos de 900 hectares de cultivo em todo o país.

A campanha Pleasant Lands, lançada recentemente pela plataforma Volteface, tem como foco pressionar o governo a reformar a política do cânhamo. 

O principal objetivo das reformas propostas seria permitir que os agricultores utilizem as folhas e flores de suas safras, o que criaria um incentivo para que mais agricultores do Reino Unido adotassem o cultivo dessa cultura ‘verde’.

Contribuindo para o Green Recovery

Embora o coronavírus tenha causado diversas crises, do ponto de vista da saúde e da economia, muitos também veem uma oportunidade em meio a esse cenário. 

Enquanto a economia se recupera do maior golpe em décadas, existe um forte impulso para usar este momento para a progressão de uma nova economia.

Muitos países ao redor do mundo tem se comprometido com medidas de sustentabilidade nos últimos anos. Contudo, no panorama geral, as grandes indústrias têm feito 

pouca coisa para adotar práticas mais sustentáveis do ponto de vista ambiental.

O cultivo do cânhamo representa uma indústria que poderia providência trabalhos e receita em um novo futuro. 

No entanto, a indústria do cânhamo requer um impulso de política significante para permitir uma expansão magnífica. 

O cânhamo poderia contribuir de uma forma incrível para green recovery do Reino Unido. 

Referências

  • Canex
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias