• 21 de junho de 2021

Reino Unido pretende desenvolver uma robusta indústria da cannabis

 Reino Unido pretende desenvolver uma robusta indústria da cannabis

Já não é mais novidade que o universo canábico tem o poder de abrir portas e unir setores. Dessa vez foi no Reino Unido com o intuito de definir padrões e impulsionar mudanças importantes no setor.

A Cannabis Industry Council (CIC), um novo órgão da indústria, foi lançada na última quarta-feira (02) para definir padrões e impulsionar mudanças importantes no setor de cannabis medicinal e do canabidiol (CBD) do Reino Unido.

Curiosamente, é a primeira vez que o setor em crescimento se uniu por meio de um órgão da indústria de cannabis verdadeiramente representativo e homogêneo.  

Essa nova organização  é composta por cerca de 100 membros, que trabalharam além de seus objetivos organizacionais individuais e colaboraram para definir e manter a prática padrão necessária da indústria.

O CIC pede que os pacientes, adultos e crianças, sejam cada vez mais bem apoiados pelo setor e que o governo reduza a burocracia que atualmente restringe o crescimento da indústria.

Além disso, o CIC se divide em seis subgrupos que são:

  • Normas de Qualidade;
  • Lobby Parlamentar;
  • Pesquisa;
  • Responsabilidade Ambiental;
  • Social e Cânhamo.

De clínicas, grupos de acesso de pacientes e médicos a seguradoras, produtores licenciados e órgãos de infraestrutura de cannabis, o Conselho reúne organizações, empresas e grupos de trabalho distintos.

Basicamente, o convite de adesão foi estendido a representantes do Home Office, do Departamento de Saúde e do NHS England,  na esperança de fortalecer as conexões entre a indústria da cannabis e o setor público do Reino Unido. 

Próximos passos

Referente aos próximos passos, um dos primeiros atos do Conselho será organizar uma mesa redonda e convidar os principais órgãos públicos e privados do Reino Unido para discutir como o país pode desenvolver uma indústria robusta de cannabis que melhora imediatamente o acesso dos pacientes e estimula o crescimento da economia pós-pandemia.

A decisão de lançamento do Conselho surgiu depois de muitos apelos renovados ao governo serem feitos para reduzir a burocracia que prejudica a indústria da cannabis.

No mês passado, o mercado de cannabis medicinal poderia valer 2 bilhões de euros, gerar  quase 100 mil oportunidades de empregos e transformar o acesso dos pacientes, caso o governo alterasse suas leis e regulamentos desatualizados no setor. 

No início, o CIC será presidido pelo Professor Mike Barnes, que nos últimos dias falou ao site Canex sobre a indústria britânica de cannabis .  

“Apesar de ter uma reputação de produtor de cannabis medicinal dominante globalmente, o Reino Unido é quase incapaz de atender às necessidades dos pacientes domésticos. Do jeito que está, existem inúmeras restrições ao acesso médico total devido à burocracia governamental pouco clara, à falta de educação médica e às diretrizes restritivas do NICE e de outros órgãos reguladores.” disse Barnes.

Tendo em mente as possíveis participações do governo, do NHS e do Home Office, o Conselho da Indústria de Cannabis acredita que possa estabelecer uma prática padrão sobre como o setor deve operar.

“Após inscrito uma grande parte da indústria, esperamos ser levados verdadeiramente a sério como uma voz coletiva e um portal confiável para, e pelo, setor.”

Além do professor, Kate Thorpe, Coordenadora do Conselho da Indústria da Cannabis, também acrescentou:  “Colaboração e harmonia são componentes cruciais para o avanço de qualquer setor, e isso não é mais verdadeiro do que no espaço da cannabis. Não se deve esquecer que na raiz da indústria estão adultos e crianças muito doentes que, mesmo tendo a sorte de receber uma receita de cannabis medicinal, enfrentam altos custos e longos tempos de espera. Infelizmente, suas vozes muitas vezes se perdem dentro de outros órgãos da indústria, então o Conselho dará aos pacientes, empresas e órgãos públicos uma palavra igual. ”

Referências

  • Canex
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias