• 19 de maio de 2022

O CBD pode ajudar ou dificultar o sono?

 O CBD pode ajudar ou dificultar o sono?

O que a maioria de nós não daria para ter uma boa noite de sono? Sem ele, não funcionamos bem emocionalmente, fisicamente e mentalmente. No mundo em que vivemos hoje, cercado de estresse e cheio de afazeres, muitos de nós não conseguimos dormir de maneira saudável.

Segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS), Cerca de 73 milhões dos brasileiros sofrem de insônia.

Doenças como insônia, apneia do sono, narcolepsia e sonolência excessiva durante a noite, fazem com que muitos recorram ao uso de remédios sem receitas e prescrições médicas para conseguir um alívio, mas muitos desses medicamentos têm efeitos colaterais e oferecem sérios riscos.

Por esse motivo, um grande número de pacientes estão procurando ajuda para dormir através da cannabis. Sabemos que as variedades ricas em THC podem ajudar pessoas a dormir, mas aqueles que sãos sensíveis ou que tem medo dos seus efeitos intoxicantes?

Mas e o canabidiol (CBD)? Ele é um composto sem efeitos intoxicantes, será que também oferece benefícios para o sono? Vamos entender isso mais adiante.

CBD e o sono: O que as pesquisas dizem?

Com o avanço do CBD no mercado, as pessoas estão recorrendo ao canabinoide para tratamento de diversas doenças, inclusive a insônia. O surgimento desse canabinoide também aumentou o número de estudos pré-clínicos e clínicos sobre o valor do CBD no tratamento de doenças, em geral. Contudo, poucos estudos têm como centro o CBD e o sono.

Em uma pesquisa recente sobre o composto, 10% dos participantes disseram usar o CBD para dormir. A maioria deles disseram que funcionou, mas essa evidência ainda não é o suficiente. Sem estudos mais profundos é difícil dizer se o CBD está realmente agindo sozinho para induzir ao sono. Existem fatores complicados que precisam de análise.

Primeiro, as cepas com alto CBD contém mirceno, um terpeno sedativo. Apesar de faltar estudo em humanos, os efeitos sedativos desse terpeno funcionam bem nos animais. Há séculos, os herbalistas (pesquisadores sobre a utilização de plantas para fins medicinais e alimentares) usam o lúpulo (uma planta dióica que cresce no início da primavera) como auxílio para o sono humano. Esses lúpulos têm níveis altos de mirceno.

Portanto, se a pessoa usa cepas com níveis altos de CBD e diz que tem ajudado ela, é difícil saber se o canabinoide o mirceno ou os dois trabalhando juntos são o verdadeiros responsáveis.

Poucos pesquisadores analisaram o CBD isolado como ajudante no sono. Em vez disso, os especialistas testaram o CBD em conjunto com outros canabinoides, como o THC. Em 2017 uma revisão sobre cannabis, canabinoides e sono, descobriu que o CBD e o THC eram os dois canabinoides mais citados para induzir ao sono.

Efeitos do THC

O THC tem um efeito sedativo e pode reduzir o tempo necessário para adormecer. Algumas pesquisas mostram que o efeito entourage, ou a interação harmônica entre os compostos da cannabis como o CBD e THC, parece permanecer.

No entanto, o THC não coloca uma pessoa em estado de suspensão. Nem o CBD. Ao invés disso, o THC é sedativo e também tem outras propriedades úteis para dormir. Como por exemplo, o fazer com que uma pessoa se sinta confortável enquanto permanece quieta.

Como o CBD não altera a consciência da mesma maneira que o THC, é possível que o CBD funcione sozinho como auxílio para dormir?

O Dr. Dustin Sulak, DO, é um pesquisador do Healer.com e usa a cannabis medicinal no tratamento de diversas doenças. Sulak explicou que o CBD pode na realidade, somente reduzir os sintomas, como ansiedade. O que faz as pessoas relaxarem para que o mecanismo natural do sono possa assumir o controle.

Uma equipe de pesquisadores do Colorado analisou os resultados psiquiátricos dos pacientes que receberam CBD em uma clínica para ajudar na ansiedade e sono.

Dentro dos primeiros 30 dias de uso, a ansiedade diminuiu em quase 80% e o sono aumentou até 70%.

Mas o CBD foi diretamente responsável por esse resultado? Considerando que um grupo grande de pessoas com insônia também tenha depressão e ansiedade, em que exatamente o CBD está trabalhando?

A clínica de Sulak tem mais de 8.000 pacientes, então ele vê a conexão entre o sono e as doenças crônicas todos os dias. ”Dormir é extremamente importante,” disse ele. ”Quase todas as nossas doenças crônicas exigem sono saudável para o paciente obter melhorar.”

Sulak complementa que se esse canabinoide pode corrigir os distúrbios de um paciente, ele poderia servir como um tratamento unificador, que pode ajudar em várias condições como diabete e dores crônicas.

Embora o Doutor trate distúrbio de sono, ele raramente faz com o CBD em qualquer condição, seja o canabinoide puro ou uma cepa de cannabis dominante em CBD.

Em vez disso, Sulak geralmente usa o THC com um terpeno sedativo. Ele consegue excelentes resultados, ainda que use doses baixas.

A dosagem

O CBD é reconhecido como o que causa um efeito estimulante ou calmante. Embora existam poucas evidências sobre a dosagem, as pesquisas até agora indicam que, em doses mais altas, o CBD tem um efeito relaxante, ainda em doses mais baixas, o CBD tem um efeito aguçador.

Em um estudo com animais em 1977, os ”efeitos hipnóticos” do CBD foram estudados pela primeira vez. Desde então, poucas pesquisas sobre a sua dosagem tem sido realizados, mas as evidências indicam que a eficácia do canabinoide depende se a pessoa já tem um sono em ritmo comum ou se a pessoa tem algum distúrbio no sono.

O CBD pode ser usados para dormir?

O corpo de cada pessoa é único, e os efeitos do CBD serão individuais. Sulak explicou que ele estaria aberto para o uso de CBD sua própria clínica se um paciente não tivesse uma boa resposta ao THC. Alguns pacientes são extraordinariamente sensíveis a este canabinoide com sintomas durante a noite ou ainda, se sentem prejudicados no período da manhã. Sulak disse que ele provavelmente selecionaria cepas de CBD que continham níveis altos de mirceno.

O Doutor disse que o CBD pode oferecer benefícios para pessoas com distúrbios do sono, no entanto, considera importante avançar com os ensaios clínicos.

O CBD é seguro mesmo em doses altas?

Sulak garante a seus pacientes que o CBD é extremamente seguro, então se não for eficaz em doses baixas de 10 a 50 mg, o CBD é tranquilo o suficiente para tentar doses mais alta de 100 a 200 mg. Em um estudo de 2018, doses únicas de 1,500 mg, 3,000 mg e até 6,000 mg foram administradas em pessoas saudáveis no período de seis dias. Embora o estudo não tenha alterado as pesquisas da eficácia do CBD sobre o sono, ele demonstrou que o CBD realmente não é perigoso.

No entanto, é importante saber que as pesquisas têm um caminho longo. Embora o CBD apresente segurança por si só, o ideal é consultar um profissional da saúde antes de adicionar esse canabinoide ou outro produto da cannabis na sua dieta.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias