• 27 de junho de 2022

Marca doa R$420,00 a idoso que foi enganado com nota falsa

 Marca doa R$420,00 a idoso que foi enganado com nota falsa

O senhor de mais de 70 anos havia recebido uma cédula fictícia, que fazia alusão ao 420. Ludibriado, ainda devolveu R$320,00 ao golpista.

Nos últimos dias um idoso foi enganado por um devedor, que pagou a sua dívida com uma nota falsa de R$420,00. Ele havia ganhado o dinheiro falso de uma loja de roupas, que utilizava a nota ilustrativa como brinde.

O golpista estava devendo apenas R$100,00, que depois de entregar o pagamento ainda exigiu o troco de R$320,00, que foi devolvido pelo Sr. Gerson.

O idoso de 75 anos, morador de Unaí (MG), ainda desconfiou ao receber a quantia, mas aceitou mesmo assim. O golpista estava em liberdade condicional, com passagens por roubo e interceptação.

O fraudulento de 24 anos foi preso novamente, mas por tráfico de drogas. Isso porque ele foi encontrado com uma boa quantia de maconha.  

Uma nota de R$420,00?

O crime não foi configurado como moeda falsa, pois a nota mostrava claramente ser falsa. Contudo, a Polícia Civil de Minas Gerais classificou o crime como estelionato e segue sendo investigado. 

A nota faz alusão ao horário 4h20, famoso por ser a hora exata para fumar maconha.  A origem não é nova, foi comecinho da década de 1970, quando passou a ser usado como um “código” para estudantes do ensino médio na Califórnia, nos Estados Unidos. 

Cinco alunos de San Rafael encontraram um mapa feito a mão de uma suposta plantação de maconha em Point Reyes, perto de San Francisco.

4h20 foi o horário estabelecido para começar a expedição em busca dos pés de maconha. Os alunos nunca os encontraram, mas a hora ficou marcada na vida deles por muito tempo.

Desde então, os cinco estudantes passaram a usar o número 420 como senha para combinar encontros e fumar a erva. O número ficou conhecido pelos amigos dos amigos, e depois os amigos dos amigos dos amigos, até se espalhar por toda a região.

Valor ressarcido 

A cédula criada pela marca de roupas é parecida com as notas reais, mas o animal estampado é um bicho preguiça. O dinheiro fictício ainda estampa pequenas folhas de maconha. 

Segundo a loja, ela serve como um símbolo para trazer assuntos como a descriminalização da maconha e o acesso à cannabis medicinal. 

No dia dos pais a marca entregou R$420,00 em dinheiro ao sr. Gerson como forma de se desculpar, mesmo sem ter sido a culpada. 

O vídeo da entrega do valor foi divulgado pelo Instagram da loja, que mandou o dinheiro através dos filhos do sr. Gerson. Em tom de brincadeira, a marca ainda mandou um bolo das notas 420, que gerou risada entre todos. 

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias