• 20 de maio de 2022

Carolina do Norte: novo projeto de lei está pendente

 Carolina do Norte: novo projeto de lei está pendente

Apesar de todo o progresso que a cannabis medicinal teve nos Estados Unidos, 17 estados continuam sem acesso a ela, e a Carolina do Norte é um deles. No entanto, isso mudaria com uma nova lei que ainda está pendente.

De acordo com a Yes Weekly, os eleitores do estado não podem colocar medidas nas urnas, mas como já é comprovado que 80% dos eleitores apoiam a cannabis medicinal, há uma pressão para que algo seja feito.


No ano passado, um grupo de co-participadores iniciaram o H 401, um projeto que aborda a cannabis medicinal, no meio legislativo.

Não houve resultado no ano passado, mas foi transferido para 2020. Os parlamentares se reuniram em 28 de abril, e então começaram se importar com essa questão novamente.

O que já foi feito?

Se isso for aprovado, será o maior avanço da cannabis que o estado já viu. Há 5 anos, eles legalizaram o CBD para certos pacientes, mas a lei só consideram alguns que sofrem de convulsões, e não existe uma fonte no estado para tratamento de CBD.

Embora o Senado tenha aprovado um projeto em 2019 que poderia expandir para atender pessoas com autismo, doença crônica, esclerose múltipla e outras condições, nunca avançou, na prática, e ainda não é lei.

Houve falha também na abordagem em como as pessoas obteriam seus remédios e se só aplicava a níveis de THC abaixo de 0,9. Esse novo projeto de lei abordaria essas questões.

Também houve esforços para a legalização do cânhamo na Carolina para que a indústria cresça e tenha mais apoio a economia.

Quebrando o preconceito

A Carolina do Norte também tomou medidas para que aqueles que possuírem pequenas quantidades de cannabis pela primeira vez, não sejam presos.

Apesar de ser uma forma pequena de descriminalização, é um primeiro passo para corrigir a desigualdade que foi causada pelas guerras as drogas.

Há uma grande quantidade de pessoas negra na Carolina do Norte e de acordo com a ACLU, os negros têm uma probabilidade 3 vezes maior de serem presos do que os brancos.


Ainda resta saber se algo virá deste novo projeto, mas as pessoas da Carolina do Norte estão ansiosas por um sistema médico que atenda todos os pacientes e eles continuarão lutando por isso.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias