• 18 de abril de 2021

Ações de cannabis cresce tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil

 Ações de cannabis cresce tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil

A eleição de um democrata em Washington causou um aumento nas ações do setor. Consequentemente isso também reflete no mercado aqui e na relação dos brasileiros com a planta.

Não há dúvidas que a eleição de Joe Biden nos Estados Unidos fez uma diferença muito grande no mercado.

Segundo dados da Marketwatch, um serviço de informações financeiras, Biden foi o presidente que depois da sua posse, apresentou a maior alta na bolsa entre todos os inícios de primeiro mandato.

As ações das maiores empresas do mundo no setor de cannabis, como a Cannabis Growth, Aurora Cannabis e Aphria e Tilray, subiram de 10% a 20%, quando o democrata chegou à Casa Branca.

O motivo para a valorização da cannabis nos Estados Unidos é a possível legalização federal, que pode acontecer com o democrata no poder.

Embora aprovada na maioria dos estados, a cannabis ainda é ilegal a nível federal, o que torna alguns serviços e políticas sobre a planta, um pouco mais complicados.

Reflexo no Brasil

Apesar das restrições e proibições do Brasil, o país também não fica de fora das ações de cannabis e tem um olhar otimista.

A rentabilidade do primeiro fundo brasileiro a investir em ações do segmento, por exemplo, teve uma valorização de 69,12% em 2020, com um salto muito grande em novembro, quando Biden foi eleito.

Isso fora o crescente número de remédios à base da planta aqui, sejam eles importados, artesanais ou da única empresa autorizada a fabricá-los.

Mudança de hábito dos brasileiros

Conforme este mercado se torna popular, e como em várias em áreas também  influenciado pelos Estados Unidos, as pessoas começam a quebrar o preconceito e olhar para a cannabis de forma diferente.

Artistas como Tico Santa Cruz, por exemplo, já revelou que compra ações no setor de cannabis, tanto medicinais quanto recreativas.

E não precisa ser só assuntos de mercado. A atriz Ingrid Guimarães também já falou que usufrui dos benefícios medicinais da cannabis.

Canais no youtube ou páginas nas redes sociais sobre o tema também apareceram, fabricando “influencers” da cannabis.

E conforme a visibilidade que a planta vem ganhando espaço é acompanhada de dúvidas e questionamentos sobre o cenário da cannabis no Brasil.

Por causa disso, portais segmentados, como o Cannalize, e até áreas exclusivas para a planta em jornais maiores, vêm ganhando destaque.

Outra novidade é uma rádio dedicada exclusivamente para a cannabis, com programações diversas relacionadas à planta.

“Pesquisamos que como no Brasil não existe ainda um mercado oficial de cannabis, os meios de comunicação ainda estão apenas no começo (…), pretendemos transformar em um selo.” Disse Igor Seco, um dos idealizadores do projeto.

Avatar

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias