• 7 de dezembro de 2021

Uber pretende experimentar o mercado de cannabis no Canadá

 Uber pretende experimentar o mercado de cannabis no Canadá

Recentemente a Uber anunciou que permitirá que os usuários em Ontário, Canadá, façam pedidos de cannabis em seu aplicativo Uber Eats, marcando a incursão da gigante no mercado da cannabis.

Um porta-voz da empresa comunicou que o Uber Eats listará a loja Tokyo Smoke a partir de hoje (22/11). 

Dessa forma, os clientes já podem fazer pedidos e retirá-lo na loja Tokyo Smoke mais próxima.

Delivery de cannabis no Canadá

Com mais de três anos de legalização da cannabis recreativa no Canadá, o país segue adotando medidas para combater o mercado ilegal. Permitir o delivery é uma delas.

Em 2018, uma  legislação canadense para a cannabis foi estabelecida para não permitir o delivery de maconha. 

Mas diante da pandemia, províncias canadenses viram a necessidade de regulamentar o serviço, permitindo a entrega de cannabis por dispensários licenciados, a fim de incentivar que mais pessoas comprem maconha legal, agora com a possibilidade de receber em casa, como é o caso de Ontário.

O Ministro de Segurança Pública comentou: “Desde a legalização federal da cannabis não medicinal, temos trabalhado para apoiar uma indústria de cannabis forte e diversificada, reduzir o mercado ilícito e manter os produtos fora do alcance de crianças e jovens. Permitir a entrega direta aos consumidores não é apenas uma vantagem que os varejistas nos disseram que é vital para a viabilidade de seu setor, mas também uma forma de promover nossos objetivos de segurança pública”.

Delivery canábico da Uber

Apesar disso, as vendas de cannabis legal no Canadá irão totalizar cerca de 4 bilhões dde dólares em 2021 e devem crescer para 6,7 bilhões de dólares em 2026, de acordo com dados da empresa de pesquisa da indústria BDS Analytics. E a Uber não perdeu a oportunidade de aproveitar esse crescente mercado.

Questionado sobre a possibilidade de expansão para outras províncias canadenses, ou nos Estados Unidos, um porta-voz do Uber disse à Reuters: “Continuaremos observando as regulamentações e oportunidades de perto, mercado por mercado. E conforme as leis locais e federais evoluam, exploraremos oportunidades com comerciantes que operam em outras regiões”.

A entrada da maior empresa de transportes privados no mercado de entregas de maconha é mais um indicativo de que a o delivery é uma tendência definitiva, trazida pela pandemia.

No Brasil, o Who is Happy Delivery (Quem está feliz na entrega) foi desenvolvido para ir de encontro com essa tendência, disponibilizando o delivery de produtos head shops, growshops e tabacarias, enquanto grandes plataformas impõem restrições à venda desses produtos no país.

Muitos aguardam a legalização por aqui, para podermos receber maconha legal na porta de casa.

A Uber afirma que sua entrada no mercado de entregas de maconha no país ajudará os adultos canadenses a comprar cannabis legal e segura, ajudando a combater o mercado ilegal, que ainda responde por mais de 40% de todas as vendas de cannabis para fins recreativos no país.

Referência

  • Forbes
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias