• 26 de junho de 2022

Extrato de cannabis pode servir de proteção para as abelhas

 Extrato de cannabis pode servir de proteção para as abelhas

Uma universidade da Polônia está desenvolvendo um estudo que tenta proteger as abelhas de pesticidas. Parece que a cannabis funcionou.

Cerca de 2% das abelhas selvagens são responsáveis pela polinização de 80% do cultivo mundial, a extinção delas provocaria uma dificuldade enorme em produzir comida para o mundo inteiro.

Por isso, elas são estritamente necessárias para o ecossistema, não só para os humanos, mas também para os animais, que também precisam de frutas e vegetais para sobreviver.

No entanto, por causa da agricultura extensiva, pesticidas, alterações climáticas, plantas geneticamente modificadas, elas vêm desaparecendo aos poucos. Por isso, muita gente está empenhada em reverter a situação.

Foi com o pensamento em um meio de salvar estes insetos que pesquisadores poloneses da Universidade Maria Curie-Skłodowska disseram ter descoberto uma maneira de proteger as abelhas de pesticidas.

A professora Aneta Ptaszyńska, que está conduzindo a pesquisa, acrescentou que um dos motivos das abelhas estar morrendo é a falta de nutrição, além do enfraquecimento por conta dos inseticidas, o que provoca doenças e consequentemente a morte delas.

Parece que as preparações de extratos de cannabis podem proteger as abelhas dos efeitos negativos dos neonicotinóides, uma espécie de inseticida que ataca tanto os insetos prejudiciais quanto benéfico.

Porque cannabis

A professora polonesa acrescentou ainda que a sua equipe quis entender se os efeitos conhecidos dos extratos de cannabis que funcionam nos humanos, também seriam úteis para as abelhas.

Nas pessoas, a cannabis age diretamente no Sistema Nervoso Central a nível celular, e servem como uma espécie de proteção para as células nervosas. Por isso, os pesquisadores resolveram testar esta funcionalidade nos insetos também.

A conclusão foi a de que o extrato da planta prolongou a vida das abelhas expostas ao agrotóxico. Elas estavam durando o mesmo tempo de vida que abelhas que nunca haviam tido contato com as substâncias.

As abelhas são atraídas pela cannabis

Já falamos aqui o quanto estes insetos gostam da cannabis, sobretudo os machos. A planta pode ser plantada em solos de baixa qualidade e ainda assim produz uma grande quantidade de pólen, o que gera uma grande aglomeração de abelhas.

Nos Estados Unidos, há até planos de manter plantações de cânhamo, uma derivação da cannabis apenas para preservá-las.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias