• 16 de agosto de 2022

Deputados criam frente parlamentar em defesa da cannabis em São Paulo

 Deputados criam frente parlamentar em defesa da cannabis em São Paulo

Foto: Divulgação/Alesp

O objetivo do novo grupo com membros de 12 partidos diferentes é promover debates sobre políticas públicas relacionadas à cannabis medicinal no SUS e o uso do cânhamo industrial.  

Amanhã (20) um grupo com mais de 20 deputados do estado de São Paulo irá lançar a chamada Frente Parlamentar Em Defesa da Cannabis Medicinal e do Cânhamo Industrial na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Formada por 12 partidos diferentes, os 21 membros buscam promover discussões para o aprimoramento da legislação, além de criar políticas públicas sobre o tema no estado.

Quem coordena a frente parlamentar é o deputado Sérgio Victor, que também é líder do partido Novo. Para ele, a iniciativa pretende dar voz às pessoas comprometidas com o avanço da cannabis no Brasil. 

“É urgente aliviar o sofrimento de pacientes e seus familiares desburocratizando processos e facilitando o acesso à terapia, ainda bastante restrita e cara e com uma demanda crescente.” Disse à Gazeta de SP.

Foto: Divulgação/Alesp

Ações

 O objetivo da frente parlamentar é reforçar os benefícios da cannabis medicinal, além de permitir que a população possa ter acesso através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Também mostrar os benefícios do cânhamo industrial na economia e no meio ambiente. Atualmente, as fibras da subespécie de cannabis são bastante utilizadas na confecção de tecidos e cordas. 

Isso será feito a partir da análise de proposições e programas sobre o assunto, assim como a realização de eventos para o incentivo de políticas públicas, que contarão com universidades, empresas, pesquisadores e a própria sociedade civil. 

Segundo informações da Alesp, a Frente Parlamentar também pretende discutir o Projeto de Lei Federal 399/2015, que foi aprovado favorável à legalização para o cultivo no Brasil da Cannabis sativa, apenas para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais.

O Projeto de Lei nacional ainda precisa passar pelo Senado e em seguida pela sanção do presidente da república.

Saiba quem são os membros: 

  •  Caio França (PSB)
  • Prof. Walter Vicioni (MDB)
  • Paulo Fiorilo (PT) 
  • José Américo (PT) 
  • Professor Kenny (PP)
  • Marcio Nakashima (PDT)
  • Marina Helou (Rede)
  • Mauro Bragato (PSDB)
  • Patrícia Bezerra (PSDB)
  • Ricardo Madalena (PL)
  • Roberto Morais (Cidadania)
  • Teonilio Barba (PT)
  • Thiago Auricchio (PL)
  • Marcos Zerbini (PSDB)
  • Arthur do Val (Patriota)
  • Professora Bebel (PT)
  • Vinícius Camarinha (PSB)
  • Daniel José (NOVO)
  • Erica Malunguinho (PSOL)
  • Maurici (PT)

O Instituto de Pesquisas Sociais e Econômicas da Cannabis (Ipsec) assume a secretaria-executiva da frente.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias