• 26 de junho de 2022

Cannabis reduz tumor cerebral de biomédica

 Cannabis reduz tumor cerebral de biomédica

Sem a opção de tratamento, Gizele Thame de 61 anos resolveu usar a cannabis para aliviar as dores, mas depois de dois anos o tumor reduziu 5 cm.

Gizele tinha sido diagnosticada em 2017, depois de uma queda. Ela começou a ter fortes dores de cabeça e quando foi ao hospital, os exames revelaram o tumor que só poderia ser retirado com uma cirurgia, era o único tratamento viável.

A biomédica, que já tinha tido um câncer de tireoide, não quis fazer o procedimento porque achou que poderia ser uma metástase, que é quando o câncer se espalha para outros órgãos.

Ela também não quis optar pela cirurgia por causa do lugar onde o tumor estava alojado, pois é perto da hipófise, que regula os hormônios. Não teria como fazer a cirurgia sem tirar um pedaço do órgão e o procedimento a faria ficar dependente de 26 remédios diários.

No entanto, as dores continuaram, logo veio também a insônia, irritabilidade e até depressão.  Foi aí que o seu filho que falou sobre a cannabis, Gizele demorou um bom tempo para vencer o preconceito e tentar o método alternativo. A biomédica era bastante conservadora, teve que ler muitos artigos e relatos para se convencer que a planta poderia ser útil.

Os primeiros resultados

Depois de dois meses usando 30 gotas do óleo por dia, ela já sentiu os resultados. A princípio, a cannabis era para aliviar os sintomas emocionais, mas depois de um ano e meio usando óleo, a ressonância magnética mostrou que o tumor não havia crescido, e seis meses depois, aconteceu algo que parecia improvável: a diminuição de 1,2 cm para 0,7 cm.

Direito de plantar

Depois da decisão da ANVISA que autoriza a venda de canabidiol no final do ano passado (2019), o produto chegou nas farmácias com o custo de mais de 2 mil e quinhentos reais. Um valor muito alto para muitos brasileiros que precisam da cannabis. Por isso, a melhor solução é o plantio e a extração manual do óleo.

A princípio o seu filho Raul começou a plantar escondido na sua casa, ele também é ativista pelo direito de plantar. Mas no ano passado, depois de todo o processo burocrático, Gizele conseguiu o aval para plantar.

Ela foi a 37ª pessoa a conseguir a autorização para o plantio. Atualmente, apenas 74 pessoas plantam cannabis de forma legal no Brasil. O processo é bastante rigoroso, e segue uma série de restrições. Um dos requisitos é provar que a cannabis é o único tratamento que está funcionando.

 

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias