• 26 de junho de 2022

Bolsonaro chama PL 399 de “porcaria”

 Bolsonaro chama PL 399 de “porcaria”

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, o presidente criticou o projeto de lei que visa regulamentar o uso da cannabis no Brasil.

Algumas horas depois da reunião da Comissão Especial de Medicamentos Formulados com Cannabis,  que estuda um projeto de lei para a legislação sobre o tema no Brasil, o assunto não demorou muito para chegar aos ouvidos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O presidente chamou o Projeto de Lei 399 de “porcaria” e disse que seria vetado, caso chegue as suas mãos. 

O assunto veio à tona depois de uma votação feita na comissão especial hoje. Com apoiadores do governo derrotados, o assunto causou polêmica nas redes sociais, principalmente bolsonaristas. 

“Hoje uma comissão da Câmara vota a liberação da maconha. Tem o veto depois, é difícil…Eles agora podem até aprovar, sem ser o voto nominal, mas tem o veto”, disse o presidente a apoiadores no Palácio da Alvorada.

“Ridículo até, né, um país com tantos problemas (e) o cara desperdiçando força para votar uma porcaria de um projeto desses”, completou.

Essa não é a primeira vez que Bolsonaro critica  a proposta. Em setembro do ano passado, o presidente já dizia que não iria sancionar o PL. 

Questionado por um apoiador, Bolsonaro disse que “o agronegócio não inclui maconha”. Na época, ainda acrescentou: “Comigo não tem liberação de droga e nem plantio”.

Sobre a proposta 

O Projeto de Lei foi proposto ainda em 2015, pelo deputado Fábio Mitidieri (PSD-CE) e tem o intuito de alterar a política de drogas no Brasil. 

Caso entre em vigor, empresas poderão cultivar a planta para fins exclusivamente medicinais. A cannabis tem sido de grande ajuda na vida de pacientes com doenças como Epilepsia de difícil controle, Parkinson, Alzheimer e até câncer.

Em muitos casos, é a única opção. 

A proposta também prevê o cultivo para fins industriais, como têxteis, cordas e até alimentos. Contudo, para essa categoria, só será permitido o cultivo do cânhamo, uma variação de cannabis que não contém ativos psicotrópicos.

Depois que foi para a Câmara dos Deputados no ano passado, a PL tem gerado muitas polêmicas, principalmente do governo. 

Secretários e Ministros já se pronunciaram contra a proposta também, como a Ministra Damares Alves, que até criou uma cartilha sobre maconha.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias