• 27 de junho de 2022

Vitamina D: O que é, Fontes, Benefícios, Falta e Excesso no corpo

 Vitamina D: O que é, Fontes, Benefícios, Falta e Excesso no corpo

Sem dúvidas você já ouviu falar e já consumiu a Vitamina D. Mas existe muito mais para aprendermos sobre ela e sua importância em nosso organismo.

Além de ser um hormônio esteroide lipossolúvel (solúvel em lipídios e outros solventes orgânicos) essencial para o corpo humano, a sua ausência em nosso organismo pode proporcionar uma série de complicações. 

Assim como outras vitaminas, ela possui funções importantes no corpo, principalmente na regulação da concentração de cálcio e fósforo no organismo.

Isso ajuda na absorção desses minerais no intestino e também regula as células, mantendo os seus níveis no sangue.

Ela controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular.

Sua principal fonte de produção vem através da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B são capazes de ativar a síntese desta substância.

Alguns alimentos também são fontes de vitamina D, mas é o sol o responsável por 80 a 90% da substância que o corpo recebe.

Ela foi batizada de D por ter sido a quarta substância descoberta, depois das vitaminas A, B e C. 

Fontes de vitamina D

A nossa principal fonte é através da pele, a partir da exposição aos raios solares. 

Para produzir quantidades adequadas dessa substância, as pessoas de pele clara devem se expor ao sol por pelo menos 15 minutos por dia, enquanto que as pessoas de pele mais escura devem permanecer pelo menos 1 hora exposta à luz solar.

Além da exposição ao sol, também pode ser obtida através de fontes alimentares, como óleo de fígado de peixe, frutos do mar, leite e derivados.

É importante saber que ao se expor ao sol para obter essa vitamina o ideal é não passar o filtro solar. 

O protetor fator 8 por exemplo, inibe a retenção de substância em 95% e um fator maior do que isso praticamente zera a produção.

Para evitar o câncer de pele, basta seguir as recomendações necessárias sobre o tempo ideal de exposição ao sol.

Além disso, as janelas também podem atrapalhar. Isto porque os raios ultravioletas do tipo B, capazes de ativar a síntese da vitamina D, não conseguem atravessar os vidros.

Mas afinal, quais os benefícios da vitamina D?

Primeiramente, devemos reconhecer que essa vitamina é necessária para diversos processos do organismo e, por isso, é importante que a sua concentração no sangue esteja em níveis adequados.

Os principais benefícios são:

  • Fortalecimento de ossos e dentes;
  • Prevenção da diabetes;
  • Melhora do sistema imune e evita infecções bacterianas e virais;
  • Redução da inflamação do organismo;
  • Prevenção de doenças como esclerose múltipla e alguns tipos de câncer;
  • Melhora da saúde cardiovascular;
  • Fortalecimento muscular;
  • Além disso, devido ao seu poder antioxidante, também é capaz de prevenir o envelhecimento precoce.

Deficiência de vitamina D

Os sintomas e sinais de deficiência de vitamina D no organismo ocorre quando há uma diminuição na quantidade de cálcio e fósforo no sangue, causando sintomas como:

  • Dor e fraqueza muscular;
  • Enfraquecimento dos ossos;
  • Osteoporose;
  • Raquitismo;
  • Osteomalácia. 

É importante saber como reconhecer os sinais.

Em mulheres grávidas, a falta de vitamina D aumenta o risco de aborto, favorece a pré-eclâmpsia e eleva as chances da criança ser autista.

A absorção e a produção excessiva dessa substância podem ser prejudicadas em função de algumas doenças como a insuficiência renal, lúpus, doença de Crohn e doença celíaca.

A deficiência de vitamina D no organismo pode ser identificada através de um exame de sangue.

Excesso de vitamina D

Existem também algumas consequências do excesso de vitamina D no organismo que causam o enfraquecimento dos ossos e a elevação dos níveis de cálcio na corrente sanguínea, o que pode levar ao desenvolvimento de pedras nos rins e arritmia cardíaca.

Os principais sintomas são:

  • Falta de apetite;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Fraqueza;
  • Hipertensão arterial;
  • Sede;
  • Coceira na pele e nervosismo.

No entanto, o excesso só ocorre devido ao uso exagerado de suplementos dessa vitamina.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias