• 25 de junho de 2022

Vírus estimulou a produção de canabinoides em até 25%, segundo estudo

 Vírus estimulou a produção de canabinoides em até 25%, segundo estudo

Foto: Grtty Images

A pesquisa feita em Israel mostrou que a influência de um vírus aumentou a quantidade de dois tipos de canabinoides da cannabis, além da produção de terpenos. 

De acordo com um estudo realizado na Hebrew University of Jerusalem, em Israel, a modificação genética de pés de cannabis com um vírus produziram níveis maiores de substâncias como o Tetrahidrocanabinol (THC). Quase 20% a mais do que a planta costuma ter.

O objetivo, era entender mecanismos bioquímicos para poder aumentar ou diminuir a produção de canabinoides, substâncias ativas como o Canabidiol (CBD) e o THC.

Foto: Grtty Images

Como o estudo foi feito

Para realizar a pesquisa, os cientistas manipularam um vírus que dá em plantas. Primeiro, neutralizando os efeitos nocivos para os humanos e depois, fazendo com que ele expressasse os genes que influenciam na produção de canabinoides.

Essa influência estimulou a produção de 17% de THC e até 25% de Canabigerol (CBG). Este canabinoide é conhecido por ser a  “mãe dos canabinoides”, ou seja, a substância é a principal precursora dos demais. 

A quantidade dos chamados terpenos, substâncias que dão cheiro e gosto às plantas, também aumentou entre 20% e 30%. 

Produção mais eficiente

A pesquisa pode ser útil para empresas que trabalham com a produção em massa das substâncias, pois o rendimento pode aumentar sem a necessidade de cultivar mais plantas. 

Sem contar com o uso em pesquisas médicas, pois com o método, será possível desenvolver novas variedades da planta para condições específicas. 

É importante ressaltar que o experimento ainda não foi concluído e os resultados ainda sairão nos próximos meses. 

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias