Uso de cannabis pode fazer as pessoas superestimarem a sua criatividade, diz estudo

Uso de cannabis pode fazer as pessoas superestimarem a sua criatividade, diz estudo

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Crédito da imagem: PNGWing / Denise D’souza para The Swaddle

“A melhor maneira de descrever o efeito da maconha e do haxixe é que isso me deixaria relaxado e criativo”, observou Steve Jobs em 1988.

Com o tempo, a associação entre cannabis e criatividade quase alcançou proporções míticas. Mas isso é tudo – um mito? Uma nova pesquisa sugere que sim.

Publicado no  Journal of Applied Psychology , o estudo envolveu mais de 300 participantes nos EUA que estavam acostumados a consumir cannabis algumas vezes por semana.

Em diferentes etapas do experimento, os participantes foram solicitados a realizar certas tarefas criativas e apresentar diferentes ideias criativas sob a influência da cannabis que estavam acostumados a consumir, tanto em termos de tipo quanto de quantidade.

Em seguida, sua criatividade foi avaliada por juízes externos – especialistas no assunto e assistentes de pesquisa que desconheciam as condições experimentais – juntamente com coparticipantes.

Um total de zero efeitos na criatividade

Os resultados indicaram que o uso de cannabis não aumentou nem reduziu a criatividade entre os participantes. Isso se alinha com pesquisas anteriores, que também não encontraram evidências de que a cannabis realmente aumenta a criatividade.

“A cannabis com baixa potência não tem nenhum impacto na criatividade, enquanto a cannabis altamente potente na verdade  prejudica  o pensamento divergente”, observaram os autores.

No entanto, o presente estudo descobriu que o uso de cannabis levou as pessoas a perceber não apenas suas próprias ideias, mas também as de seus coparticipantes, como mais criativas.

Isso também está de acordo com uma pesquisa de 2003 , que descobriu que vários usuários de cannabis atestam que o produto químico os torna mais criativos.

Os esteriótipos da cannabis

O uso de cannabis tem sido associado a uma infinidade de mitos. Talvez, o mais proeminente entre eles seja o de pessoas que fumam maconha serem “ maconheiros preguiçosos ” – um estereótipo que foi desmascarado pela ciência ainda neste ano.

Com o aumento da pesquisa sobre o impacto da cannabis no corpo humano – provavelmente devido a um número crescente de países que legalizam seu uso – é provável que nossa percepção da droga seja amplamente alterada nos próximos anos.

Leia também: Você sabe quais as formas de usar o CBD além do óleo?

Enquanto isso, os autores do estudo alertam contra tomar suas pesquisas como o principal objetivo das investigações sobre a ligação entre cannabis e criatividade.

“Esta ainda é uma ciência nova e em desenvolvimento. Não consideraríamos nossas descobertas como a palavra final”, observou o coautor Christopher Barnes, professor associado de administração da Foster School of Business da Universidade de Washington.

“A criatividade no trabalho em muitos contextos diferentes é provavelmente muito mais complexa do que as tarefas de criatividade relativamente simples que usamos em nossos dois estudos. Portanto, os efeitos da cannabis na criatividade podem muito bem ser mais complicados do que encontramos nesta fase do programa de pesquisa,” disse.

Desvantagens da cannabis

Independentemente de a cannabis poder ou não aumentar a criatividade, é pertinente lembrar que o uso de cannabis pode, ocasionalmente, ter suas desvantagens.

Para começar, fumar – uma das formas pelas quais a maconha é comumente consumida – faz mal à saúde . Além disso, o uso de cannabis também pode  interferir com outros medicamentos  que a pessoa possa estar tomando.

Como tal, o uso não regulamentado – especialmente de maconha não medicinal que pode estar misturado com  produtos químicos tóxicos como pesticidas  – é fortemente desencorajado por especialistas.

The Swiddle

Procure um Médico

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas