Usar cannabis com opioides pode ser um problema, segundo estudo

Usar cannabis com opioides pode ser um problema, segundo estudo

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Texto traduzido do Psychiatry Advisor

Foto: Freepik

O uso de maconha durante a administração de opioides prescritos foi associado a um risco aumentado de resultados adversos, de acordo com um estudo publicado no JAMA Network Open.

Os investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, obtiveram os dados para este estudo a partir do Veteran’s Affairs (Departamento de Assuntos de Veteranos dos Estados Unidos).

Entre 2014 e 2019, os quase 300 mil pacientes que estavam recebendo qualquer opioide prescrito para tratamento de câncer sem risco de morte foram rastreados quanto ao uso de cannabis.

A mortalidade e os resultados foram avaliados em 90 e 180 dias com base no uso de cannabis e na duração do uso de opioides.

O que os dados mostraram

No levantamento, 30.514 tiveram testes positivos para cannabis e 267.106, não. Os usuários e não usuários de maconha tinham idade média de 58 anos, 94% eram homens e 75,% eram brancos, além de 4,2%  terem transtorno de uso de opioides.

Em uma amostra aleatória de 1.219 veteranos, observou-se que o o aumento de efeitos adversos relacionados ao uso de opioides é mais frequente entre indivíduos com comportamentos relacionados ao uso de substâncias e/ou álcool.

As pessoas que utilizavam cannabis também tiveram uma  probabilidade maior de testar positivo para outras substâncias, além de pedir doses maiores de opioides em comparação aos demais.

Aumentam os riscos?

Na análise de ponderação de propensão, o uso de cannabis não aumentou o risco de mortalidade em 90 ou 180 dias entre os pacientes. E nem mesmo com o com uso prolongado.

Entre o subconjunto de pacientes com 65 anos ou mais, não foram observadas associações significativas entre o uso concomitante de opioides e cannabis entre aqueles que fizeram uso a curto prazo.

Por outro lado, entre os pacientes que já usavam opioides há um tempo, o uso concomitante de cannabis foi associado ao aumento da mortalidade em 90 dias, mas não em 180 dias.

Os autores do estudo concluíram: “Os pacientes envolvidos no uso concomitante de cannabis e opioides prescritos eram um grupo de maior risco.”

Contudo, é importante ressaltar que são necessários mais estudos.

Leia também: Comestíveis de cannabis são distribuídos de graça por grupos canadenses para combater abuso de opioides

Consulte um médico 

É importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que poderá te orientar de forma específica e indicar qual o melhor tratamento para a sua condição.

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar na marcação de uma consulta com um médico prescritor, passando pelo processo de importação do produto até o acompanhamento do tratamento. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas