• 28 de junho de 2022

Tétano: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Tétano: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Com alta taxa de letalidade, o tétano continua a ser um grave problema na saúde brasileira. Dos quase 3 mil casos confirmados no Brasil, entre 2007 e 2016, 973 pacientes morreram em decorrência da doença.

O tétano é uma doença infecciosa transmitida pela bactéria Clostridium tétano, que pode ser encontrada em locais como o solo, poeira e fezes de animais, pois habitam seu intestino. 

Pode ser transmitido quando os esporos dessa bactéria, que são pequenas estruturas não visíveis a olho nu, entram no organismo através de alguma abertura na pele, como por exemplo feridas profundas ou queimaduras. 

É bastante comum que esse tipo de infecção ocorra, quando a ferida acontece por contato com algum objeto contaminado, como é o caso de um prego enferrujado.

As feridas são algo muito frequente durante a nossa vida, e nem sempre podem ser protegidas do contato com bactérias, a melhor forma de prevenir o surgimento do tétano é participar do processo de vacinação com a vacina antitetânica, durante a infância e a cada 10 anos. 

Além disso, lavar todos os cortes e arranhões também ajuda a diminuir o risco de pegar a doença.

Causas

Embora o tétano seja uma doença infecciosa, não é transmitido de pessoa para pessoa, mas sim por meio do contato com esporos da bactéria. Assim, as formas mais comuns de se pegar tétano são através de:

  • Feridas sujas com saliva ou fezes de animais, por exemplo;
  • Feridas causadas por objetos perfurantes, como unhas e agulhas;
  • Lesões  acompanhadas de tecido necrosado; 
  • Arranhões provocados por animais;
  • Queimaduras;
  • Tatuagens e piercings;
  • Objetos enferrujados.

O tétano também pode ser contraído mais raramente por outros meios como:

  • Feridas superficiais;
  • Procedimentos cirúrgicos;
  • Picadas de insetos contaminados;
  • Fraturas expostas;
  • Uso de drogas intravenosas;
  • Infecções dentárias; 
  • Injeções intramusculares.

Principais Sintomas

Entre os principais sintomas de tétano, podemos destacar:

  • Rigidez muscular intensa e progressiva;
  • Tensão muscular que se acumula no pescoço;
  • Contratura muscular que é capaz de afetar os músculos do abdômen e causar problemas respiratórios;
  • Dificuldade para abrir a boca;
  • Espasmos musculares que afetam o rosto;
  • Febre;
  • Batimentos cardíacos acelerados; 
  • Pressão alta.

Possíveis tratamento

Quando o assunto é sobre o tratamento do tétano, ele deve ser iniciado o mais rápido possível, assim que surgirem os primeiros sintomas, para evitar o desenvolvimento de complicações graves como dificuldade para movimentar partes do corpo, dificuldade para respirar ou até mesmo o coma, por exemplo.

Geralmente o tratamento é realizado no hospital para que seja monitorado e seja possível avaliar se o tratamento está sendo eficaz.

Este tratamento envolve o uso de medicamentos que ajudam a bloquear a atividade das toxinas, eliminar a bactéria e aliviar os sintomas, além de prevenir complicações. Para que esse tratamento seja eficaz, os procedimentos incluem:

  • Injeção de antitoxina diretamente no sangue para bloquear a ação das toxinas do tétano;
  • Uso de antibióticos para eliminar as bactérias do tétano e evitar a produção de mais toxinas;
  • Injeção de relaxantes musculares diretamente no sangue;
  • Ventilação com aparelhos utilizada nos casos mais graves em que os músculos da respiração estão muito afetados;

Em alguns casos, dependendo da gravidade da infecção pode ser preciso fazer a alimentação por via intravenosa ou por meio de uma sonda que vai do nariz até o estômago. 

Após o tratamento, deve-se voltar a tomar a vacina contra o tétano como se fosse a primeira vez, pois deixa-se de estar protegido contra a doença.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias